Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Saúde íntima

Cinco dicas de cuidados ideais para a saúde íntima no inverno

O doutor César Patez orientou como cuidar da região na época mais fria do ano

Máxima Digital Publicado em 03/08/2021, às 16h20

Cinco dicas de cuidados ideais para a saúde íntima no inverno - Freepik
Cinco dicas de cuidados ideais para a saúde íntima no inverno - Freepik

O frio chegou e nosso corpo sente a mudança. O clima do inverno afeta nosso organismo de várias formas. Gripes e resfriados surgem com mais frequência por conta da baixa na imunidade, e – embora pouca gente saiba, a saúde íntima também é influenciada pelas baixas temperaturas nessa parte do ano.

Segundo o ginecologista e obstetra César Patez, os dias frios e secos que caracterizam essa estação causam um aumento de microorganismos nocivos à saúde genital.

Os banhos quentes, bastante comuns nessa época, também podem trazer possíveis problemas na vagina. “A água muito quente favorece o ressecamento da vulva, o que, por sua vez, desequilibra a flora vaginal. Assim, as bactérias prosperam e a região fica irritada”, afirmou.

Para te ajudar a cuidar de sua saúde íntima, o especialista orientou cinco dicas para manter a região feminina em dia durante o inverno.

Ventilação em primeiro lugar

Segundo o profissional, o uso de roupas pesadas e justas no inverno pode abafar a região. “A melhor alternativa é usar peças que deixem a parte da genitália mais ventilada", indicou.

O Dr. César orientou: “Evite calças jeans super apertadas para dar preferência a saias e vestidos mais folgados”.

Use calcinhas de algodão

As peças íntimas também influenciam. Vestir esse tipo de calcinha também ajuda na transpiração da vagina. “Renda, elastano, lycra e microfibra estão entre os materiais mais usados na fabricação de roupas íntimas. Mas evite tecidos sintéticos e dê preferência ao algodão, que permite a circulação do ar”, explicou.

Beba mais água

O hábito de beber água é essencial no inverno. Mesmo que a gente não transpire em excesso como nos dias de verão, manter o organismo hidratado faz com que nossa saúde íntima se mantenha equilibrada. "Se a temperatura é mais alta e você não bebe muita água, a urina fica mais concentrada e serve de meio de cultura para a proliferação de bactérias”, esclareceu.

Lave a região íntima do jeito certo

A higiene é essencial. Algo fundamental para ajudar na saúde da mulher é deixar a região limpa. Só que a higienização não deve ser feita na parte interna, a vagina. A pessoa precisa lavar somente a vulva, que é a área externa. "A região vulvar deve ser limpa somente com os dedos. Evite duchas higiênicas, lenços umedecidos ou sabonetes bactericidas", acrescentou.

Não deixe a calcinha secar no box do banheiro

Para quem costuma deixar as peças íntimas secando no banheiro, muita atenção: “Não tem nada de errado em lavar a calcinha no banho usando um sabonete neutro. O problema é deixar a calcinha secando no box”, explicou o especialista.

“O banheiro é uma região úmida; lá, sua calcinha vai demorar mais para secar e ter mais chance de atrair fungos, ainda mais no inverno. Coloque suas calcinhas para secar no varal, que é um ambiente seco e arejado”, orientou.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI