Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Conheça maneiras de preservar a fertilidade feminina

Bateu o desejo de ser mãe? Mesmo que os seus planos sejam a longo prazo, é importante descobrir maneiras de cuidar da sua fertilidade. Os cuidados devem começar na adolescência!

Máxima Digital Publicado em 25/02/2015, às 11h49 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Gravidez
Gravidez - Shutterstock
Mesmo com toda informação disponível, ainda é comum encontrar jovens que não dão a devida atenção aos cuidados que devem existir no início da vida sexual. Tal descuido pode interferir no planejamento familiar e fazer com que os jovens se tornem vítimas de doenças sexualmente transmissíveis que podem, inclusive, acarretar problemas de fertilidade. 
Segundo Assumpto Iaconelli Junior, especialista em Medicina Reprodutiva, “Uma das doenças que mais acarretam alteração tubária e infecção pélvica é a clamídia.  Como um discreto corrimento é o único sinal de três em cada quatro casos, muitas jovens sequer se dão ao trabalho de procurar um médico. Apesar de comum, esse comportamento é altamente prejudicial para a saúde da mulher, já que pode impactar a fertilidade feminina. A obstrução das tubas uterinas é exemplo disso. São muitos os fatores que podem comprometer a saúde reprodutiva feminina e resultar em dificuldade para engravidar na fase adulta. Mas, se os jovens levassem mais a sério a necessidade de usar preservativos em toda relação sexual, a ocorrência de DSTs cairia bastante e reduziria os índices cada vez mais altos de infertilidade”.
Independente da idade, além do uso essencial de preservativos (inclusive nas preliminares), o especialista alertou a importância de fazer visitas regulares ao ginecologista e jamais fazer vista grossa a um corrimento, pois apesar de nem todo tipo de secreção ser motivo para preocupação, pode estar ligado a algum tipo de DST. 

Outros fatores que podem influenciar na fertilidade feminina:

Estresse
Por aumentar a produção do hormônio cortisol, o estresse pode interferir na sua menstruação e ovulação. 

Alimentação
Quem quer engravidar, deve prestar atenção na alimentação. Proteínas vegetais, como soja, feijão, grãos, cogumelos, quinoa são alguns dos aliados. Outro alimento importante na dieta é o tomate, que é rico em licopeno, nutriente que faz bem aos ovários e ajuda a regular a produção hormonal.

Tenha relações no momento certo
O ideal para quem quer engravidar é ter relações sexuais no período de ovulação, que acontece cerca de 14 dias antes da menstruação. 

Medicamentos
A lista de remédios que podem atrapalhar seus planos de gravidez é longa, por isso, ao fazer um tratamento, sempre pergunte ao médico se há componentes que podem atrapalhar sua fertilidade. Mulheres que fazem tratamento para câncer, por exemplo, podem pedir orientações de como não deixar que isso atrapalhe os planos futuros. Uma opção é congelamento de sêmen para o homen, e de óvulos para a mulher.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI