Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Cuidados capilares

Cuidados capilares: 5 erros comuns que podem prejudicar os fios

Médico tricologista explicou quais são as atitudes mais praticadas na hora de cuidar do cabelo

Máxima Digital Publicado em 23/03/2022, às 15h20

Cuidados capilares: 5 erros comuns que podem prejudicar os fios - Freepik
Cuidados capilares: 5 erros comuns que podem prejudicar os fios - Freepik

Manter uma rotina de cuidados com o cabelo é fundamental para evitar doenças no couro cabeludo e o enfraquecimento dos fios. Investir na saúde e na beleza capilar nem sempre é tão simples, mas existem algumas práticas cotidianas que precisam ser revistas, pois podem prejudicar a saúde dos fios.

O primeiro passo para não cometer erros capilares é conhecer seu tipo de cabelo e seguir um cronograma capilar de acordo com suas particularidades. Porém, apesar do surgimento de novas técnicas e produtos, a correria do dia a dia e a falta de cuidado podem gerar excesso de oleosidade, acúmulo de produtos no couro cabeludo, queda e quebra dos fios.

O médico tricologista João Gabriel Nunes listou cinco atitudes comuns que danificam a estrutura capilar e que precisam ser evitadas para manter o cabelo bonito e saudável.

Lavar o cabelo com a frequência errada

Segundo Nunes, o cabelo oleoso necessita ser lavado diariamente. "Esse tipo de fio é mais propenso ao acúmulo de impurezas e de suor excessivo", disse.

Já o cabelo seco deve ser lavado a cada dois dias para evitar o ressecamento e quebra das madeixas.

Aplicar condicionador ou creme na raiz do cabelo

O pior erro ao usar o condicionador é passá-lo no couro cabeludo.

"Aplicar cremes ou condicionadores na raiz pode causar oleosidade excessiva e consequentemente o surgimento de caspa", afirmou. A recomendação é passar o produto no comprimento das  mechas.

Dormir com o cabelo molhado

De acordo com o especialista, dormir com o cabelo molhado pode causar ‘estresse dos fios’, levando a proliferação de fungos no couro cabeludo.

Secar os fios com alta temperatura

A prática é comum principalmente quando estamos com pressa, mas deve ser evitada ao máximo, pois danifica o cabelo. “O ideal é aplicar um protetor térmico nos fios antes de utilizar ferramentas de calor e sempre respeitar 15 centímetros de distância entre o secador e o couro cabeludo”, disse o especialista.

Não respeitar os intervalos dos procedimentos químicos

Os procedimentos químicos como coloração e progressiva, agridem os fios e o couro cabeludo. “É essencial deixar um intervalo entre as químicas para que a estrutura capilar volte ao normal”, afirmou Nunes.


Dr. João Gabriel Nunes - CRM 152992

João Gabriel Nunes se formou em medicina em 2010, pela Universidad Del Valle, em Cochabamba. Sua primeira pós-graduação foi em dermatologia pela faculdade de ciências médicas de Minas Gerais, com extensão acadêmica na University of Michigan, nos Estados Unidos. Sua segunda pós-graduação foi em reumatologia pelo instituto de pesquisas e ensino médico de São Paulo, com extensão acadêmica em Harvard Medical School, também nos Estados Unidos. A última pós-graduação do médico foi em Tricologia e Transplante Capilar no Instituto e Hospital da Pele em São Paulo. Além de sua formação, João Gabriel é membro da Sociedade Brasileira do Cabelo e também faz parte da sociedade World F.U.E Institute. Nunes é proprietário do Centro Médico Capilar, local que realiza o maior número de transplantes capilares (técnica F.U.E) do Brasil, localizado em Mogi Guaçu, interior de São Paulo.

Redes Sociais Dr. João Gabriel Nunes:

Facebook: https://www.facebook.com/centromedicocapilar

Instagram: https://www.instagram.com/drjoaogabrielnunes

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI