Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Procedimentos caseiros

Dermatologista alerta sobre os riscos dos procedimentos caseiros

Tilly Whitfeld, estrela do Big Brother Austrália, revelou em uma entrevista que ficou com o rosto marcado após apostar em truques de beleza vistos na internet

Máxima Digital Publicado em 24/06/2021, às 15h41

Dermatologista alerta sobre os riscos dos procedimentos caseiros - Divulgação
Dermatologista alerta sobre os riscos dos procedimentos caseiros - Divulgação

Em uma entrevista ao The New York Times, Tilly Whitfeld, estrela do Big Brother Austrália, revelou que passou por uma situação bastante delicada em sua pele. 

Ela contou que resolveu apostar em "truques de beleza" vistos na internet e eles a deixaram com o rosto cheio de cicatrizes e ainda a causou problemas maiores. 

Em uma conversa com a Máxima Digital, a dermatologista Fernanda Nichelle falou sobre os riscos de investir em procedimentos caseiros vistos online. 

"O principal perigo é que não temos conhecimento sobre a exata ação dos ativos que contém nos produtos utilizados e também não podemos prever os resultados nem as complicações de tais procedimentos, que podem ser leves ou muito graves.", disse a especialista. 

No caso da australiana Tilly Whitfeld, ela usou tinta e agulhas na tentativa de fazer sardas em seu rosto, e acabou descobrindo que tinha comprado uma tinta com um nível elevado de chumbo. Além das cicatrizes causadas no rosto da jovem, a dermatologista falou sobre quais outros danos o produto pode trazer à pele. 

"O chumbo é um metal pesado, biocomulativo, xenobiótico, tóxico, cancerígeno, prejudicial ao cérebro e ao sistema nervoso, pode afetar o sistema circulatório, levar ao desenvolvimento de anemia, saturnismo, gerar alterações neurológicas e do sistema reprodutor, além de disfunção renal.", explicou.

A especialista continuou: "Nosso organismo não produz nem se espera encontrar este metal no organismo, sendo assim, teoricamente, eles são capazes de produzir efeitos tóxicos em qualquer nível de exposição, pois sua absorção pode ser através da pele, por inalação ou ingestão.".

"O chumbo em cosméticos só é permitido em tinturas progressivas para cabelos em uma concentração máxima de 0,6% de acetato de chumbo. Desde 2013, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) regulamentou o uso de chumbo em cosméticos por meio da resolução RDC 15/2013 e determinou que o uso de acetato de chumbo pode ocorrer em tinturas capilares em uma concentração máxima da quantidade citada acima.", esclareceu.

"Ele também pode aparecer na forma de contaminante dos corantes e pigmentos de maquiagens, como batons, por exemplo, onde o limite máximo permitido é de 20 ppm.", explicou. 

A Dra. disse que, dependendo de quais foram os danos causados, eles podem ter melhoras se cuidados da maneira correta.

"Dependendo da profundidade e tipo de cicatrizes causadas podemos obter melhora dos danos ou até mesmo reversão total do quadro. Atualmente, temos disponíveis diversos protocolos para atuarmos em cicatrizes, que incluem laser, radiofrequência Microagulhada, bioestimuladores de colágeno, medicações a base de corticoide, entre outros. O importante é contatar um médico com urgência, pois quanto mais cedo atuarmos maiores as chances de reversão.", orientou Dra. Fernanda. 

Por fim, a dermatologista falou sobre o uso de maquiagem. Dra. Fernanda disse que não é recomendado que faça o uso desse tipo de produto no processo de cuidado com as marcas. 

"Quaisquer produtos aplicados sobre uma pele danificada podem desencadear uma alergia ou até mesmo propiciar uma infecção.", alertou. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI