Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Dermatologista dá dicas para proteger a pele nas atividades ao ar livre

Verão, calor, suor e excesso de exposição solar. Como cuidar da pele e evitar lesões nos dias de folia

Gabriella Gouveia Publicado em 28/02/2017, às 13h00 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

O uso de chapéu, bonés, óculos escuro e protetor solar nos horários entre 10h e 16h, que costuma ser o horário mais crítico
O uso de chapéu, bonés, óculos escuro e protetor solar nos horários entre 10h e 16h, que costuma ser o horário mais crítico - Istock

O Carnaval está chegando e, com ele, o feriado prolongado. Enquanto os foliões se preparam para a programação de blocos de ruas, clubes e avenidas, os mais sossegados preferem aproveitar a praia ou a piscina com a família e amigos.

 

Durante a empolgação, muitas vezes nos esquecemos de tomar cuidados específicos para proteger a pele da exposição excessiva ao sol, o que pode ocasionar queimaduras e aumentar o risco de câncer de pele.

 

A dermatologista do Hospital Santa Paula, Monica de Mello, recomenda o uso de chapéu, bonés, óculos escuro e protetor solar nos horários entre 10h e 16h, que costuma ser o horário mais crítico. Além disso, a médica ressalta que o protetor solar deve ter um fator de proteção solar (FPS) de no mínimo 30 com reaplicação a cada duas horas, já que fatores externos como o suor tira o produto da pele e afeta a proteção.

 

“O brasileiro, independente da estação do ano, não tem o costume de se proteger adequadamente do sol. O excesso de exposição solar é a principal causa de câncer de pele no Brasil, uma vez que a radiação ultravioleta é a maior responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos. Da mesma forma que o sol pode deixar boas marquinhas de verão, pode deixar marcas para a vida toda”, enfatiza Monica.

 

Veja a seguir algumas dicas da dermatologista para quem vai curtir o Carnaval ao ar livre:

 

1. Proteja o rosto: essa é uma área muito exposta ao sol, por isso o cuidado deve ser redobrado. O produto deve ser espalhado de maneira uniforme de 15 a 30 minutos antes da exposição e reaplicado a cada duas horas para obter a proteção adequada. Há opções diferenciadas como loção, gel, mousse e oil free, indicado para peles oleosas. O recomendado é utilizar um produto com FPS a partir de 30 nesta área.

 

2. Pode maquiagem com filtro solar? As maquiagens com filtro não substituem o uso diário do protetor por possuírem baixo índice de proteção solar baixo, normalmente em torno de FPS 25, e cobertura muito fina. O ideal é utilizar protetor solar com base tonalizante.

 

3. Pele sensível, atenção redobrada: Quanto mais sensível e clara for a pele, maior a necessidade de FPS.

 

4. Dose certa: As doses recomendadas são 1 colher de chá para rosto e pescoço e 1 colher de sopa para cada outro membro do corpo.

 

5. Fique atento ao prazo de validade de seu protetor: Quando acaba a validade do protetor solar, a proteção pode falhar ou ficar totalmente ineficaz. Além disso, pode gerar desde o aparecimento de irritações na pele e até uma reação alérgica.

 

6. Atenção ao suor: Quem sua muito precisa usar bloqueador solar contendo dióxido de titânio e óxido de zinco, que formam uma barreira física extra além da barreira química que já é fornecida pelo filtro normal. Sem isso, o suor leva com ele toda a proteção.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI