Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Dia Mundial do Bem Estar

Em comemoração ao Dia Mundial do Bem Estar, Ju Ferraz dá dicas de como amar o próprio corpo

A executiva, que já sofreu com a síndrome de Burnout duas vezes, falou sobre a importância da auto generosidade, para que se possa fazer as pazes com o próprio corpo e ter uma vida mais leve

Máxima Digital Publicado em 11/06/2021, às 11h00

Em comemoração ao Dia Mundial do Bem Estar, Ju Ferraz dá dicas de como amar o próprio corpo - Divulgação
Em comemoração ao Dia Mundial do Bem Estar, Ju Ferraz dá dicas de como amar o próprio corpo - Divulgação

Qual gesto de carinho você já fez para você hoje. Neste dia 11 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Bem Estar e, para falar sobre o assunto, a Máxima Digital convidou alguém que sabe - e muito - falar sobre o tema: Ju Ferraz

"Você já se perguntou se você se ama hoje? No dia Mundial do Bem Estar, aqui vai essa pergunta pra vocês. Durante muito tempo eu, Juliana Ferraz — executiva, mãe, filha, nordestina —, fugi de mim mesma. Fugi do espelho, do meu corpo, da minha forma e das ferramentas para ser generosa comigo. Tudo porque cresci achando que não pertencia a esse mundo.", contou. 

Ju comentou sobre o bullying que sofreu ao longo da vida e como fez para superar: "Mulher, baiana, baixa e gorda. Cresci com um apelido de ‘Ju Bola’, e todos à minha volta achavam bonito me chamar assim. Para conseguir superar essa dor, escolhi focar no trabalho. Comecei cedo, focada e dedicada. Trabalhei sem parar por muitos e muitos anos.".

"Não tinha réveillon, festa de família, Natal em paz com o filho. Sempre olhando para fora, para não encarar aqui dentro. Aí chegou o Burnout que mudou tudo... Para quem não conhece a doença do momento, é um esgotamento físico e mental. Fiquei sozinha, em cima de uma cama, sem conseguir me relacionar, sair e algumas vezes falar.", narrou. 

Foi então que ela tomou um outro rumo de sua história: "Precisei recomeçar. Precisei fazer as pazes comigo, com os meus quilos a mais, com a minha forma de enxergar a vida. Foi doloroso, foi sofrido, mas foi lindo e transformador. Há dois anos venho olhando pra mim com mais generosidade, cuidado e me tratando como trato as pessoas que amo: com cuidado e atenção.".

"E para que isso fosse possível, sabe o que precisei fazer? Foi necessário olhar para mim mesma com outros olhos, de uma maneira acolhedora e que me fizesse bem, e para isso, segui algumas dicas que foram essenciais nesse renascimento.", declarou. 

Ju listou quatro dicas essenciais para que você encontre o amor-próprio e respeite quem você é. 

CONFIRA:

1. Autoconhecimento e reconexão

"Se autoconhecer é o primeiro passo para seguir o processo de reconciliação consigo, pois assim você consegue entender o quão valioso e importante é a sua existência. No começo é difícil, mas depois é totalmente libertador. Eu por exemplo, comecei a priorizar mais momentos comigo, fazendo pausas entre as funções do dia, apreciando ocasiões simples em silêncio, apenas para absorver cada pedacinho de algo que pode mudar o meu dia. Tento também relaxar para organizar meus pensamentos, vez ou outra um banho demorado, coisas simples, mas que dedicadas a nós, fazem toda a diferença.".

2. Saber separar a vida pessoal da profissional

"Às vezes, o nosso corpo tenta nos dizer algo, mas por conta do excesso de trabalho, não o ouvimos, e achamos que é apenas um cansaço corriqueiro, e que no dia seguinte estará melhor. Se uma coisa eu aprendi após sofrer duas vezes com a síndrome de Burnout, é que essa divisão é mais que necessária. Seja dedicada, pois é necessário para o sucesso, mas saiba que para essa dedicação só acontece se você saber separar essas duas funções tão importantes na vida de qualquer ser. E amar o seu corpo, também é entender que nossa energia não é infinita.".

3. Saúde sempre em primeiro lugar

"Gosto de fazer check-ups semestrais, porque é sempre bom e importante cuidar da nossa saúde, tanto mental quanto física. Fazer exercícios, beber muita água e se alimentar bem são partes necessárias desse processo, além de termos uma boa noite de sono, tirarmos pausas durante o dia para tomar um café ou um chá, ou mesmo apenas para nos desligarmos por alguns minutos, e resetar nossos pensamentos.".

4. Priorizar momentos de lazer

"Uma parte importante para que eu pudesse me reconciliar comigo, foi entender que precisamos ter momentos de lazer, passei a me dedicar a mais momentos em família, ocasiões felizes que um dia cheguei a perder, hoje faço ser essenciais na minha vida.

Gosto também de escutar músicas que me fazem bem, ler livros que elevam a minha alma, e assistir filmes, séries e documentários que alegram o meu dia, ou mudam a minha perspectiva sobre algo.

Tenho dias de paz comigo mesma, e dias de lutas internas. Mas assim é a vida! O que não podemos, é acreditar que não somos protagonistas da nossa história, da nossa vida e do nosso corpo.

Deixo aqui um desabafo profundo e verdadeiro, para tentar fazer com que você entenda, o quão importante é você se amar, se respeitar e se cuidar. Isso, sim, é um verdadeiro luxo!".

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI