Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Olheiras

Especialista alerta sobre cuidados e tratamentos para as olheiras

O Dr. Pedro Mancini trouxe algumas dicas de como lidar com essa questão

Máxima Digital Publicado em 31/12/2021, às 09h00

Especialista alerta sobre cuidados e tratamentos para as olheiras - Divulgação
Especialista alerta sobre cuidados e tratamentos para as olheiras - Divulgação

As olheiras acabam sendo um problema para algumas pessoas. As manchas escuras no rosto são indesejadas e podem incomodar. 

São inúmeras as causas para essa questão e ela parece ser difícil demais de eliminar e lidar com ela.

Muitos acreditam em receitas caseiras, outros recorrem a tratamentos profissionais, mas ainda sim, é um assunto bastante frequente.

Para desvendar tudo a respeito, o Dr. Pedro Mancini, expert no assunto, e um dos melhores profissionais no campo da medicina estética, reveloy alguns detalhes sobre essa questão.

Primeiro, o especialista falou sobre as causas das olheiras: "As causas são muitas, pode variar entre origem vascular tem a coloração que varia do rosa ao arroxeado, causadas pelo aumento da vascularização e/ou pela congestão dos vasos que estão na região periocular.".

"Também pigmentar causada pelo aumento da melanina na pele da região, o que provoca o surgimento de uma alteração da cor da área que varia entre os diferentes tons de castanho.", disse.

Ele continuou: "A profunda causada pela anatomia óssea e de gordura do rosto do paciente, em que a região periocular se encontra mais 'funda' do que as áreas ao redor, levando a um efeito de escurecimento por conta da sombra provocada nesses desníveis. E edmas, muitas vezes, os pacientes apresentam edema por mudanças transitórias e fisiológicas ou pela presença de bolsas de gordura".

O médico explicou que o estresse e cansaço podem ser considerados agentes causadores de olheiras.

"As olheiras provocadas por cansaço são denominadas olheiras vasculares, o tecido subcutâneo que encontra abaixo da pele é repleto de pequenos vasos sanguíneos que, devido o cansaço, recebem substâncias químicas liberadas pelo estado de fadiga que estimula o fluxo sanguíneo e provoca a vasodilatação. O aumento do fluxo sanguíneo na região da pele fina provoca um sombreamento na pálpebra que caracteriza a presença das olheiras. Deste modo, sim, pode ser considerado um agente causador, assim como exposição ao sol, tensão pré-menstrual, doenças respiratórias, desidratação, choro, entre outros fatores externos.", explicou.

Sobre os tratamentos, ele disse: "Há muitos tratamentos para quem quer amenizar suas olheiras, que vão de agentes clareadores às intervenções cirúrgicas. Aplicações com ácido hialurônico costumam ser indicadas para o tratamento de olheiras profundas, pois atuam no preenchimento da região. Quando falamos sobre hiperpigmentação, sessões de luz pulsada são as mais indicadas.".

"Existem tratamentos menos invasivos para casos mais suaves como uma boa rotina de skincare, com produtos adequados e indicados por profissionais qualificados.
Boas noites de sono são extremamente importante não só para olheiras, mas para a saúde da pele de modo geral.", disse.

Ele fez um alerta: "É muito importante buscar um profissional para definir o melhor tratamento, para um melhor resultado, pois cada tipo de olheira demanda um cuidado diferente, olheiras pigmentares ou melânicas, por exemplo, a indicação mais comum seria usar complexos despigmentadores ou clareadores, que ajudam a tirar o aspecto escuro causado pela pigmentação, e protetor solar."

"Olheiras profundas ou estruturais demandam um cuidado maior com aplicação de ácido hialurônico, por exemplo. As vasculares precisam de estímulo da circulação sanguínea. É muito amplo, por isso prezamos sempre por um diagnóstico antes do tratamento.", finalizou. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI