Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar » Milagre?

Lipo HD: especialista comenta os mitos e verdades da técnica que esculpe os músculos; Confira

O que você precisa saber sobre a cirurgia que promete deixar o corpo com um aspecto bem mais atlético

Máxima Digital Publicado em 17/01/2020, às 11h27

LipoHD esculpe os músculos e deixa o corpo com aspecto mais atlético
LipoHD esculpe os músculos e deixa o corpo com aspecto mais atlético - Getty Images

A lipoaspiração de alta definição, mais conhecida como Lipo HD (High Definition), vem ganhando notoriedade no Brasil e bastante popularidade em países como Estados Unidos e Colômbia.

O motivo: a técnica deixa a pessoa com uma aparência mais atlética, ou seja, os músculos ficam mais definidos, como se você tivesse esculpido o corpo na academia.

O cirurgião plástico Tiago Simão, formado pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), referência em Lipo HD no Brasil, explica as principais dúvidas da cirurgia.

MITOS E VERDADES

Todo mundo pode fazer a Lipo HD.

Mito. É uma cirurgia para pacientes que não têm muita flacidez, nem grande excesso de gordura abdominal, principalmente a visceral, que é a gordura interna. E precisa ser adepto a atividade física e ter uma musculatura firme.

Pode associar a abdominoplastia com a lipo HD no abdômen.

Verdade. Se a pele tem muita flacidez não ocorre a aderência. Por isso, em pacientes com muita flacidez, pode-se associar as duas técnicas. Não conseguimos uma definição tão alta como na Lipo HD, por isso chamamos de média definição (MD). É mais suave, mas fica com um bom resultado.

É possível fazer no corpo todo.

Verdade. Abdômen, braços, glúteos, coxas, peitoral (bíceps) ou ombro, ou seja, nas definições dos grupos musculares. Porém, não é possível fazer no corpo inteiro em uma única cirurgia, já que é preciso avaliar a quantidade de gordura e os riscos da cirurgia.

Os sulcos (“gominhos”) podem ser marcados em qualquer área.

Mito. A marcação é seguindo o padrão muscular da pessoa. Lipamos na transição entre os músculos, para que seja realizada uma depressão no local e a musculatura fique mais aparente.

A cânula é diferente.

Verdade. Usamos uma cânula com vibrolipoaspirador, ou seja, para quebrar a gordura com mais facilidade, já que nessa técnica, aspiramos mais em comparação a lipo convencional. Isso minimiza a agressividade da cirurgia, inclusive tem menos sangramento.

O primeiro mês da recuperação é o mais importante.

Verdade. O pós-operatório é dividido em três etapas: o imediato, nas primeiras 24 horas, quando está no hospital, com medicações para não sentir dor. O mediato, que é até um mês após a cirurgia. Além das medicações, a pessoa precisa fazer drenagem linfática, usar cinta compressiva, para diminuir o inchaço e o edema, e uma placa, que ajuda a distribuir a compressão da cinta e impede que forme dobras e marcas. É o período tardio, que pode levar de um a seis meses. Vale lembrar que pedimos o afastamento de 15 dias do trabalho e até dois meses sem atividade física. Depois, a atividade é liberada e é importante para fortalecer a musculatura e aprimorar o resultado, que aparece entre quatro a seis meses.

Pode ter fibrose.

Em termos. A fibrose está relacionada à quantidade de gordura que é aspirada e se ela é superficial, próxima à pele. Nessa técnica, nós definimos áreas específicas, lipamos mais superficialmente em algumas áreas, pois queremos induzir uma depressão no local que desejamos definição. Por isso, a Lipo HD tem que ser realizada com cirurgião especializado, já que se aspirar demais pode acontecer uma fibrose acentuada e o resultado não fica agradável.

Se engordar, fica disforme.

Em termos. Depende do quanto a pessoa engorda. Mesmo se for pouco, ela perde a definição e a marcação fica prejudicada.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI