Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Mantenha seus hormônios equilibrados sem remédios

Pesquisas recentes indicam alimentos capazes de evitar oscilações hormonais bruscas e, assim, melhorar a saúde e o bem-estar como um todo. Aprenda a usá-los a seu favor

Diane Neubüser Publicado em 07/11/2017, às 13h38 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Mantenha seus hormônios equilibrados sem remédios
Mantenha seus hormônios equilibrados sem remédios - Shutterstock

HUMOR em alta com açafrão
Você sabia que a exposição insuficiente ao sol diminui, além dos níveis de vitamina D, os de serotonina – hormônio ligado ao bemestar e ao bom humor? Para reverter o quadro, tome 15 minutos de sol sem protetor solar diariamente e adicione açafrão ao cardápio. Um estudo realizado pela Universidade Iraniana do Teerã descobriu que o antioxidante crocino, presente na especiaria, estimula a produção do hormônio. Os pesquisadores conseguiram conter a depressão e as mudanças de humor em 75% das mulheres participantes. Para tanto é necessário consumir pelo menos 1/4 de colher (chá) todos os dias. Use como tempero de pratos quentes ou dissolvido em sucos.

TPM controlada com vinho
Taças de 120 ml de vinho tinto por dia reduzem em até 63% os sintomas provocados pela oscilação de estrogênio, que flutua durante o ciclo menstrual. Isso é possível graças aos fitoestrógenos da bebida — um componente capaz de imitar os efeitos do hormônio feminino e “enganar” o organismo quando ele está em baixa.

SONO em dia com nozes
Um estudo da Universidade do Texas de San Antonio (EUA) revelou que comer nozes (meia xícara de chá) antes de dormir faz o organismo produzir melatonina (o hormônio do sono) suficiente para o cansaço bater em 20 minutos.

TENSÃO bem dosada com pimentão vermelho
Consumir o alimento regularmente reduz em 33% os níveis do hormônio cortisol, cuja produção está relacionada ao estresse. Cientistas alemães explicam que as substâncias alfacaroteno, luteína e vitamina C, contidas no pimentão, regulam as glândulas adrenais, que produzem o hormônio. “Além disso, ele é rico em capsaicina, nutriente que regula neurotransmissores relacionados à dor e ao relaxamento”, completa a nutróloga Mariela Silveira (RS). Comer quatro unidades por semana é o suficiente para usufruir dos benefícios.

APETITE reprimido com uva-passa
Conhecido como “o hormônio da fome”, a grelina aumenta o nosso apetite e, ainda, pode colocar o corpo em uma espécie de estado de hibernação para armazenar energia — o que, consequentemente, aumenta o estoque de gordura. O jeito é manter a substância sob controle. Para isso, consuma 1/4 de copo de uvas-passas uma vez por dia. Dois de seus componentes — o ácido cinâmico e a rutina — são capazes de desligar os produtores de grelina após apenas dez minutos de seu consumo. “Fora o benefício da saciedade, a fruta diminui os níveis de glicose no sangue”, diz a nutróloga Alice Amaral (RJ).

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI