Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Psoríase

Kim Kardashian tornou público o seu sofrimento com a doença de pele que atinge cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo. Saiba mais sobre esse mal

Diane Neubüser Publicado em 22/02/2017, às 10h00 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Psoríase: doença de pele atinge cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo
Psoríase: doença de pele atinge cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo - Foto Reprodução

Um estudo coordenado pelo Hospital das Clínicas da USP de Ribeirão Preto revelou que a psoríase pode levar o paciente a manifestar sintomas de depressão e fobia social - tudo por conta do preconceito sofrido pelas marcas na pele. 

"A psoríase é uma doença mais comum do que se pensa, pois afeta 3% da população mundial. Por isso é fundamental que todos saibam que ela não é contagiosa. Até hoje não se sabe a real causa, mas há estudos que apontam que cerca de 30% dos casos tem fatores genéticos envolvidos, além do estresse emocional, infecções e traumas. A forma mais comum da doença se manifesta pelo aparecimento de lesões avermelhadas cobertas por escamas esbranquiçadas e prateadas. Embora persistente e crônica, ela tem tratamento", destaca a dermatologista Livia Pino.

A socialite Kim Kardashian revelou em seu reality show que, no caso dela, fatores genéticos somados a stress desencadearam o problema. "A psoríase pode ocorrer em pessoas de todas as idades, mas geralmente aparece entre os 15 e 30 anos", informa Livia.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI