Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Quem já teve trombose pode usar anticoncepcional? Descubra

Já é sabido que os anticoncepcionais combinados aumentam o risco de desenvolver o problema. Mas e para quem já teve a doença, é seguro voltar a usar anticoncepcionais?

Patrícia Affonso Publicado em 19/12/2017, às 10h00 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Vetado ou liberado: veja o que os experts dizem sobre
Vetado ou liberado: veja o que os experts dizem sobre - Shutterstock

Muito comum entre as mulheres, a pílula anticoncepcional é um método contraceptivo que utiliza a associação da progesterona e do estrógeno para impedir a gravidez. Porém, já foi levantado que o medicamento pode levar a complicações como a trombose, uma condição onde ocorre o desenvolvimento de um "trombo", um coágulo sanguíneo nas veias e que causa uma inflamação na parede do vaso. “A ligação entre a trombose e o anticoncepcional é que os hormônios dos anticoncepcionais alteram a circulação e aumentam o risco de formação de coágulos nas veias profundas, dentro dos músculos”, explica a cirurgiã vascular Dra. Aline Lamaita (SP), angiologista e membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Assim, se para quem nunca teve trombose os anticoncepcionais podem ser um problema, para quem já passou por um episódio da doença o cenário é ainda mais sério. "O medicamento combinado, nesse caso, está proibido", diz a médica. Para essas mulheres existem outros métodos disponíveis que não ofereceem tal risco. São exemplos o DIU de cobre, o DIU hormonal, o implante de progesterona e a pílula de progesterona isolada.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI