Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Você sabia que o medo de envelhecer é um facilitador do Alzheimer?

É inegável: aquilo o que pensamos e sentimos pode interferir na nossa saúde. Uma evidência científica recente mostra a necessidade de cultivar os pensamentos positivos

Patrícia Affonso Publicado em 16/03/2016, às 12h11 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

envelhecer com timismo
envelhecer com timismo - Shutterstock

Uma pesquisa do Yale School of Public Health, nos Estados Unidos, mostrou que ver com maus olhos a passagem dos anos e acreditar que a velhice é a fase mais triste da vida aumenta as chances de desenvolver o temido Mal de Alzheimer. Analisando ressonâncias magnéticas realizadas no cérebro dos participantes, os cientistas perceberam que o hipocampo de pessoas com crenças negativas sobre essa fase da vida diminui ao longo dos anos. E a redução dessa área cerebral é um dos primeiros indícios da enfermidade. 

O melhor caminho, portanto, é cultivar o otimismo. Para isso, invista sempre em atividades prazerosas e que ajudem a equilibrar os níveis de ansiedade e stress. Ocupações como leitura, jogos de memória ou estratégia e aulas de idiomas também são boas pedidas: elas ajudam a manter o estímulo cerebral, o que pode retardar o surgimento da demência

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI