Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Soluções Geniais » Benefícios

3 serviços essenciais que você pode conseguir de graça

Assistência jurídica, consulta médica e até veterinário. Confira onde conseguir tudo isso sem pagar nada!

MÁXIMA Digital Publicado em 06/04/2019, às 16h00 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Dinheiro
Dinheiro - IStock

1. Advogado

Ter acesso a um advogado é um direito garantido por lei! “Por isso, se a sua família tem uma renda de até três salários mínimos, é possível conseguir um defensor gratuitamente através da Defensoria Pública da sua cidade”, explica o defensor público Fabrício Viana, coordenador de comunicação da Defensoria Pública de São Paulo. Outra opção é seguir direto para os escritórios de direito de universidades. Confira!

Defensoria pública: vá até uma das unidades da Defensoria e pegue uma senha para expor o seu caso: essa é a triagem. “Depois, retorne no dia indicado para apresentar a documentação comprovando a renda exigida e aguarde a indicação de um defensor”, explica Fabricio. Os casos são avaliados individualmente e aqueles que têm uma urgência maior são agilizados. É importante saber que Defensoria não atende casos de ações trabalhistas ou relacionados à previdência! “Pedidos de adoção ou de guarda, divórcio, pensão alimentícia e aplicação da Lei Maria da Penha são alguns exemplos de processos que a Defensoria Pública pode te representar”, completa o defensor.

Núcleos de Prática Jurídica: cada escritório de universidade tem suas regras para o atendimento! Alguns definem uma faixa de renda familiar mensal, outros atendem somente os moradores do mesmo bairro da unidade, então é preciso checar quais as condições para conseguir o atendimento. Fique atenta também ao tipo de causa que o escritório atende: muitos se especializam em apenas um tipo de causa, como Direito do Consumidor, por exemplo, ou Direito da Família. Exponha seu caso na unidade mais próxima e verifique se ele se encaixa nas ações cobertas pela universidade! Quem entra com o processo são estudantes do curso de Direito orientados por professores.

2. Atendimento médico

Acompanhamento psicológico, consulta com dentista, nutricionista... O Sistema Único de Saúde (SUS) não é sua única opção quando o assunto é atendimento médico! “Muitas universidades possuem clínicas escola que atendem a população carente gratuitamente”, explica Carlos Alberto Júnior, coordenador do Centro de Atendimento a Comunidade do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).

Quem tem direito: as faculdades estipulam uma faixa de renda para oferecer o atendimento. No caso da UniCEUB, por exemplo, são atendidos pacientes que comprovem o rendimento de até um salário mínimo por integrante da família. Você pode demonstrar sua situação financeira levando o holerite! Cheque com o hospital-escola mais próximo quais as condições exigidas e se eles oferecem o tipo de atendimento que você precisa.

Como funciona: para que os alunos pratiquem o que estão aprendendo, eles atendem a população sem custos, sempre orientados e supervisionados por um professor especialista na área. O atendimento oferecido é do tipo consulta. “No caso da UniCEUB, você tem direito à uma consulta e dois retornos”, conta Carlos.

Tempo de espera: varia dependendo da quantidade de pessoas que recorre à instituição. É aconselhável procurar atendimento antes de ter algum problema grave, assim você não passa aperto caso a consulta demore pra ser marcada. O sua condição não afeta na velocidade do atendimento! “A nutrição, por exemplo, atende demandas de todas as idades! Praticantes de atividade física, gestantes, pessoas com diabetes ou colesterol alto...”, explica Karina Aragão, coordenadora do setor de Nutrição da UniCEUB.

3. Veterinário

Há três maneiras de conseguir serviços gratuitos para o seu pet. Uma delas é ficar de olho nos comunicados da prefeitura da sua cidade: campanhas de castração e vacinação são realizadas gratuitamente e oferecem esses dois serviços sem custo algum. Agora, se o pet está com algum problema e precisa de uma consulta, você pode recorrer a:

Universidades: com o atendimento feito pelos estudantes de veterinária do curso supervisionados por profissionais, as consultas tem o valor reduzido quando comparados com clínicas particulares (valores variam de R$ 20 a R$ 50, na sua maioria). Procedimentos mais complexos como cirurgias também tem um preço mais acessível! Para conseguir atendimento, você precisa conferir a faixa de renda que a universidade mais próxima atende e comprovar que você se encaixa nessa situação econômica, levando holerites e contas mensais, por exemplo.

Hospital público: com unidade somente em São Paulo até o momento, o Hospital Veterinário Público do Tatuapé não cobra consultas nem tratamentos de famílias que comprovem dificuldade na renda. Sem uma faixa definida, é necessário levar documentos que comprovem sua dificuldade financeira. Quem faz parte do programa Bolsa Família ou Renda Mínima não precisa passar por esse processo! Basta apresentar a carteirinha de beneficiário, RG, CPF e comprovante de residência.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI