Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Vida longa aos alimentos

A forma como armazenamos a comida na geladeira influencia na sua conservação. Coloque cada coisa no devido lugar e evite desperdícios contaminações

Texto: Patrícia Affonso Publicado em 02/09/2015, às 11h42 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

alimentos
alimentos - shutterstock
Você está com fome e dá aquela xereteada na geladeira. Encontra uma opção atraente, mas que está esquecida há algum tempo entre as prateleiras. Será que dá para consumir? "Se é um alimento industrializado, é melhor observar o prazo de validade na embalagem e ver até quando pode ser ingerido depois de aberto. Já no pote de comida caseira, vale a pena fixar uma etiqueta informando a data do preparo", orienta a engenheira de alimentos Florencia Cladera Oliveira (RS). Para não correr o risco de intoxicação e preservar a saúde da família, conheça o tempo médio de validade de cada item no refrigerador.

Queijos e iogurtes
Tempo de geladeira: os queijos maturados, como provolone e parmesão, duram até um mês. Os frescos, a exemplo do frescal, de quatro a cinco dias. Fique atenta a alterações como cor ou à presença de pontos verdes - nesse caso, jogue fora. Para iogurtes vale a regra: no pote fechado, 30 dias; aberto, só cinco. 

Onde armazenar: aquele compartimento fechado, que vem logo abaixo do congelador é perfeito, pois oferece refrigeração intensa. Se não couber, use a primeira prateleira. Evite a porta - quando aberta, ela sofre uma variação de temperatura importante, que prejudica esses produtos. 

Carnes
Tempo de geladeira: os peixes são mais frágeis e não devem ultrapassar dois dias no local. As demais carnes suportam até três dias. "Por isso, o ideal é congelar, se não for cozinhar logo", diz Florencia. Daí, o tempo de conservação da carne pode aumentar para três até oito meses, dependendo do tipo e do corte. Carnes embaladas a vácuo chegam a durar um mês na refrigeração, sem necessidade de congelamento. Mas, para não ter erro, consulte a embalagem. 

Onde armazenar: nas prateleiras superiores. Para que a carne crua não contamine outros alimentos, utilize recipientes hermeticamente fechados.

Leite
Tempo de geladeira: o pasteurizado azeda rápido e, portanto, deve ser consumido em um dia. Já o tipo longa vida dura tranquilamente de três a seis dias, quando bem refrigerado. "Sempre que for possível, escolha a embalagem longa vida que vem com o lacre de abre e fecha, uma vez que pode ser vedada e evita a proliferação de bactérias. A caixa de leite que precisa ser cortada acaba ficando semiaberta, permitindo assim que os microorganismos da geladeira contaminem o líquido", afirma a especialista. 

Onde armazenar: nas prateleiras mais altas, com maior refrigeração. 

Frutas, legumes e verduras
Tempo de geladeira: em torno de uma semana. "A dica para que durem mais é guardá-los já higienizados e bem sequinhos. Resíduos de água fazem com que os vegetais se decomponham mais depressa", garante Florencia. Mas atenção: frutas tropicais, como banana e abacate, devem ficar fora da geladeira para não escurecerem. 

Onde armazenar: Como uma temperatura muito mais fria costuma "queimar" os vegetais, organize-os na gaveta inferior da geladeira. Ali os itens crus ficam isolados, o que é ótimo também. Eles contêm microorganismos que podem contaminar os alimentos prontos, caso haja contato. 

Fermento
Tempo de geladeira: o biológico em pasta ou tablete é o único que precisa de geladeira e pode ser guardado por até duas semanas. O químico pode ficar no armário.

Onde armazenar: em qualquer parte do refrigerador - não faz diferença. 

*matéria completa na MÁXIMA de agosto.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI