Máxima
Busca
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
LGBT / Na mídia

Iraque proíbe imprensa de usar o termo “homossexualidade”; Entenda motivo

Nessa semana, o órgão responsável pela imprensa e redes sociais notificou os meios jornalísticos

Máxima Digital Publicado em 17/08/2023, às 14h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Iraque proíbe imprensa de usar o termo “homossexualidade”; Entenda motivo - Reprodução
Iraque proíbe imprensa de usar o termo “homossexualidade”; Entenda motivo - Reprodução

Nessa semana o órgão regulador de mídia do Iraque proibiu todos os veículos de imprensa e redes sociais a usar o termo “homossexual” e, ao invés disso, utilizar “desvio sexual” nas reportagens.

Além da proibição desse termo, a Comissão de Comunicações e Mídia do país ordenou a suspensão do termo “gênero” em qualquer matéria jornalística acadêmica. O órgão ainda proibiu as empresas de telefonia e internet de usarem os termos em qualquer um de seus aplicativos.

Apesar da proibição, a Comissão afirmou que não há nenhuma penalidade para quem não cumprir a nova regra, porém pode existir a aplicação de uma multa. No comunicado, o órgão “orienta as organizações de mídia a não usar o termo 'homossexualidade' e a usar o termo correto 'desvio sexual'".

Por mais que não criminalize explicitamente a homossexualidade, o Iraque possui um código penal com regras contra a comunidade LGBTQIAP+ em suas terras, em que os direitos de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros não são reconhecidos pelo Estado.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!