Aprenda a se livrar da tendinite sem recorrer aos medicamentos convencionais

O uso exagerado de celulares, tablets e computadores tem aumentado o número de casos de inflamação nos tendões. Aprenda a se livrar da dor provocada pela doença — sem remédios!

Texto: Diane Neubüser

Aprenda a se livrar da tendinite | <i>Crédito: Shutterstock
Aprenda a se livrar da tendinite | Crédito: Shutterstock
Imagine um incômodo tão intenso nas mãos, nos punhos ou nos braços que chega a limitar os movimentos. Esse é o principal sinal da tendinite, uma inflamação na estrutura fibrosa que une os músculos com os ossos do nosso corpo. Ela acontece como resposta à sobrecarga desse tecido (o tendão). A dor sentida geralmente decorre de movimentos repetitivos, seja levantando peso na academia (o que acaba comprometendo a articulação de joelhos, tornozelos e pés), seja pelo vício de má postura, ou mesmo pela falta de fortalecimento muscular. E transforma atividades corriqueiras, como digitar, lavar louça ou pentear o cabelo, num fardo. Mas atualmente é o uso excessivo dos aparelhos eletrônicos que tem sido o gatilho para a tendinite — em adultos e crianças. “As mãos, os punhos, os antebraços e os ombros são os locais mais atingidos”, diz o fisioterapeuta André Nogueira (SP). O diagnóstico da doença pode ser feito por um ortopedista e, uma vez confirmada, necessita de repouso e mudança de hábitos. Veja as atitudes que ajudam a aliviar as dores e minimizar o drama.

Compressa gelada
“O frio alivia a dor e desinflama os tendões. Aplique a compressa gelada sobre o local por 20 minutos, três vezes por dia ou mais, de acordo com a necessidade”, indica o ortopedista Marcio Schiefer (RJ).

Pausa obrigatória
Se você trabalha em frente ao computador, dê um tempo de descanso para o seu corpo. O ideal é a cada hora, durante cinco minutos, para relaxar os músculos. Dê uma voltinha: vá tomar água, ao banheiro...

Desnível reduzido
O uso frequente de salto alto pode provocar o encurtamento dos músculos da panturrilha e sobrecarregar os tendões. Calce sapatos de, no máximo, 3 cm de altura, para evitar. E faça alongamento: pise num degrau com a parte da frente dos pés e deixe os calcanhares descerem. Mantenha a posição por dez segundos. Repita duas vezes ao dia.

Movimentos terapêuticos
Esmagar uma bolinha de fisioterapia ajuda a fortalecer os músculos das mãos e dos antebraços e alivia a tendinite. Use-a duas vezes por dia. “Assim: aperte-a, segure por 30 segundos e solte. Repita três vezes”, indica André.

Rotina de exercícios
A prevenção é a melhor solução para combater dores. “Livre-se das lesões nos membros inferiores exercitando o glúteo com agachamentos. Para fugir de problemas nos membros superiores, trabalhe o músculo das costas”, ensina André. Tem dores nas costas? Pratique abdominais. Realize os exercícios com o acompanhamento de um profissional — ainda mais se você já sente dores! Frequência ideal: três vezes por semana.

26/10/2016 - 12:03

Conecte-se

Revista Máxima