Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Vacina contra HPV

Em todo o mundo, uma em cada dez pessoas estão contaminadas com o vírus. São mais de 630 milhões de pessoas. Ainda assim, no Brasil a taxa de vacinação é baixa. Entenda a importância de proteger as crianças

Diane Neubüser Publicado em 14/06/2017, às 08h46 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Diane Neubüser
Diane Neubüser - Foto Shutterstock
HPV (Human Papiloma Virus) é um vírus que atinge a pele e as mucosas dos portadores, podendo causar verrugas e lesões precursoras de diversos tipos de câncer (como o de colo do útero, garganta e ânus). Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 630 milhões de pessoas estão infectadas. No Brasil, estima-se que entre 9 e 10 milhões de pessoas sejam portadoras do vírus e que 700 mil novos casos sejam registrados a cada ano. Estima-se que 80% da população sexualmente ativa vá contrair HPV durante a vida e uma parte dela desenvolverá doenças significativas.

Apesar dos números preocupantes, no Brasil apenas 44% das meninas de 9 a 11 anos tomaram a segunda dose, o que deixa a população vulnerável. Por isso os ministérios da Saúde e da Educação convocaram os municípios a aderirem ao novo programa “Saúde na Escola”, cujo prazo de adesão expira hoje (14/06). Entre as 12 ações dedicadas à educação em saúde, está a atualização vacinal dos estudantes com a visita de profissionais de saúde às escolas. Quem tem crianças nessa faixa etária na família também pode procurar um posto de saúde para se informar sobre a vacinação.
ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI