Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Contra o racismo

Daiane dos Santos relembra episódio de racismo explícito: "Por que você, dessa cor, está aqui?"

Ainda criança, a gaúcha ingressou na ginástica num clube de descendência alemã e enfrentou o racismo

Máxima Digital Publicado em 20/08/2020, às 17h28

Daiane dos Santos relembra episódio de racismo aos 11 anos
Daiane dos Santos relembra episódio de racismo aos 11 anos - Reprodução/ Instagram

A ex-ginasta Daiane dos Santos é um dos grandes nomes do esporte brasileiro. Ela colocou um ponto final na ginástica após as Olimpíadas de 2012, em Londres, depois de 17 anos representando o país.

Aos 37 anos, ela esqueceu do que precisou superar no passado para chegar até as medalhas conquistadas. Quando ainda tinha 11 anos, ela ingressou na ginástica em um clube de descendência alemã. Na ocasião, a 9 vezes campeã mundial revelou que sofreu preconceito racial, um de seus maiores desafios no mundo esportivo.

A entrevista completa irá ao ar no programa Sensacional desta quinta-feira (20/8), a partir das 22h45, na RedeTV!. 

"Acho que quando temos um grande objetivo enfrentamos grandes batalhas e uma dessas minhas grandes batalhas foi o preconceito", disse ela, que ingressou na ginástica aos 11 anos, idade considerada tardia em relação aos demais.

"Comecei em um clube de descendência alemã, então houve essas questões de racismo também. 'Por que você, dessa cor, está aqui? Por que não vai fazer atletismo? Está muito velha, por que não vai para outro esporte?'", recordou.

Daiane ainda explicou que o motivo de sua "aposentadoria" do esporte não teve relação com problemas de saúde. "Não foi por conta das lesões, mas sim porque minha cabeça já estava fora, com outros sonhos para realizar fora dos ginásios e eu queria viver isso. Foi uma opção minha encerrar logo depois dos Jogos Olímpicos de Londres", comentou. Ela falou que o esporte é sua saudade. "Morro de saudade, dos treinos não todo dia (risos), mas das competições, das pessoas, da adrenalina, tenho muita saudade", admitiu ela, que atualmente comanda o projeto social Brasileirinhos, que oferece aulas de ginástica para mais de 200 crianças no bairro de Paraisópolis, em São Paulo.

Aposentada, o desejo de Daiane dos Santos está longe do esporte. Ela quer formar uma família: "O ser humano nasceu para viver junto. Quando fiz 30 anos, meu corpo pediu isso. Fiquei enlouquecida para ser mãe. Não aconteceu, não engravidei, mas ser mãe acho que independe de você gerar ou não".

"Há tanta criança que precisa de amor, de um porto seguro, e há tantos homens e mulheres que têm esse amor para dar. Mas eu gostaria de ter um parceiro", afirmou, não descartando a possibilidade de adoção.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI