Tudo sobre olheiras

Descubra qual é a origem do problema, quais são os cuidados necessários, as opções de tratamentos e muito mais

Diane Neubüser

Olheiras | <i>Crédito: Foto Shutterstock
Olheiras | Crédito: Foto Shutterstock

Carla Bortoloto, médica especializada em dermatologia clínica e cirúrgica, explica as principais causas e tratamentos para as olheiras: 

Por que algumas pessoas possuem olheiras e outras não?

As olheiras - manchas arroxeadas e acastanhadas que surgem ao redor dos olhos - apresentam causas diversas, como má alimentação, estresse, insônia. Podem ser, ainda, desencadeadas pelo envelhecimento cutâneo, flacidez de pálpebras e rinite alérgica, além do fator hereditário. E elas costumam piorar com o cansaço, chegada do período pré-menstrual e com o passar dos anos. Pessoas de pele morena têm maior tendência em apresentar olheiras, assim como as do sexo feminino, mas o problema atinge os homens também, dando à expressão facial sempre ares de envelhecimento, cansaço e desânimo.

O que são olheiras pigmentares, vasculares e mistas?

As olheiras pigmentares são formadas pelo depósito de dois tipos de pigmento na pele: a hemossiderina, proveniente do ferro do sangue, e a melanina, sintetizada pelos melanócitos responsáveis por dar cor à pele. Enquanto as vasculares ocorrem quando há o aumento de vasos sanguíneos na região próxima aos olhos (mais especificamente de veias, levando à cor azulada ou arroxeada nessa região), as mistas apresentam ambos componentes: pigmentar e vascular.

Chá de camomila, rodelas de pepino e batata, guaraná gelado, cremes com vitamina A, e alcachofra estão entre as receitas caseiras utilizadas para amenizar as olheiras. Elas realmente funcionam? 

Destes, o chá de camomila gelado é o mais indicado, pois funciona como um anti-inflamatório para a pele apresentando bons resultados nas olheiras de padrão vascular, podendo amenizá-las por algumas horas. Além disso, por estar gelado, diminui o aporte sanguíneo para a área dos olhos, uma vez que as olheiras têm um componente vascular em sua formação. 

Quais os melhores cosméticos para as olheiras?

O ideal é procurar por cosméticos específicos para a área dos olhos, pois a pele da pálpebra é mais fina que a da face e, dependendo do produto, pode ficar irritada. O ácido tioglicólico é um ativo que apresenta bons resultados no combate às olheiras. Outras opções cosméticas são a vitamina K1, o alfa-arbutin, a cafeína, o gingko biloba e a vitamina E.

O ácido retinoico ajuda a combater as olheiras?

Ele estimula o colágeno, melhorando a pele da pálpebra, porém, para trazer melhoras às olheiras de padrão pigmentar, deve ser associado a um despigmentante. Se a olheira for de padrão vascular, não está indicado, pois pode levar à angiogênese (formação de novos vasos), piorando o quadro. 

Como funciona o tratamento a laser para as olheiras?

Por meio da utilização de frequências diferentes de laser, trata-se o derrame pigmentar, inibindo novos vasos na região periocular. A luz intensa pulsada também pode ser usada como tratamento e é uma técnica mais eficaz. Através dos feixes de luz, que são indolores, com quatro a cinco aplicações mensais é possível alterar o pigmento de hemoglobina e de melanina, entretanto peles morenas e bronzeadas correm riscos de manchar.

Quais são os outros meios de reduzir as olheiras em casa?

Entre os métodos caseiros, compressas geladas feitas com soro fisiológico ou chá de camomila costumam apresentar bons resultado.  O uso de cosméticos específicos e o cuidado com a pele, como a higienização pós-maquiagem, são outras formas de prevenir olheiras.

18/06/2017 - 10:59

Conecte-se

Revista Máxima