Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Adeus, manchas! Conheça os procedimentos que irão deixar a sua pele lisinha

Aparelhos estéticos e substâncias químicas em altas concentrações só podem ser manipuladas por dermatologistas. O número de sessões varia de acordo com o problema. Conheça os melhores:

Máxima Digital Publicado em 24/07/2015, às 12h01 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

como disfarçar
como disfarçar - shutterstock

Laser fracionado ablativo

“Uso o laser de CO2 fracionado, porque, além de clarear a pele, estimula profundamente a produção de colágeno. Sendo assim, também é indicado para eliminar rugas, cicatrizes e flacidez”, revela Flavia Novis, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (RJ) . Outra opção é o Spectra, que utiliza pulsos de alta intensidade para clarear ou remover completamente os pigmentos, preservando o tecido saudável ao redor. “Quando as partículas de cor recebem a luz, elas são fragmentadas e absorvidas naturalmente pelo organismo e, com isso, há o clareamento da superfície”, diz a dermatologista Karla Assed (RJ), membro da Sociedade Brasileira de Laser. 

Peeling

Há duas maneiras de provocar a descamação da pele e, assim, eliminar as manchas — com peeling químico ou físico. Ambos retiram a camada de células envelhecidas e mortas da face e uniformizam o tom. “A diferença está na forma como é feita a descamação da pele. Os químicos atuam por meio do uso de substâncias ácidas, como ácido retinóico e salicílico. Já os físicos utilizam equipamentos para lixar a pele, como a ponteira de cristal ou de diamante”, esclarece a dermatologista Inai Cavalcanti, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SP). A técnica é escolhida de acordo com a avaliação médica. 

Luz intensa pulsada

Apesar de não ser novidade, o aparelho é uma excelente opção para atenuar manchas. “O flash de luz age seletivamente no pigmento das manchas e dos vasos, ou seja, destrói somente o alvo, sem lesionar os tecidos vizinhos. Ainda ativa o colágeno, o que rejuvenesce o visual”, explica Flavia. A luz intensa pulsada pode ser combinada com a radiofrequência (emissão de correntes em alta frequência), o que torna o procedimento mais eficaz. 

Drug delivery

O termo significa a aplicação de ativos (no caso, clareadores) na camada mais profunda da pele. “A técnica consiste em fazer microfuros na área manchada com laser ablativo fracionado ou microagulhas e, em seguida, aplicar o sérum clareador com a ajuda de um ultrassom. A abertura dos canais facilita a penetração do produto e potencializa o resultado”, esclarece Mônica Linhares, dermatologista (RJ). Na primeira sessão a despigmentação já é visível. 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI