Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Gentileza gera gentileza: dicas para manter uma boa relação

A ciência comprova que as relações duradouras se baseiam em generosidade e bondade. Saiba como levar esse preceito para a vida de vocês

Texto: Carmen Cagnoni Publicado em 02/10/2015, às 15h35 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

casal
casal - Shutterstock
A princípio, os casais que se unem esperam viver um relacionamento que perdure com amor, carinho, compreensão, cumplicidade e atração. Qual é o segredo? Para responder a essa pergunta, os psicólogos americanos John e Julie Gottman analisaram o dia a dia de 130 pares, levando em conta os momentos de carinho, desavença e interação. Seis anos depois, os especialistas procuraram o mesmo grupo de estudos e descobriram que os casais que continuavam juntos e felizes tinham um aspecto em comum: atitudes bondosas e generosas um com o outro. “Quando o cuidado mútuo fundamenta o relacionamento ele é duradouro”, diz Robertha Hadad, psicóloga e terapeuta de família (RJ). Siga o caminho da felicidade a dois...

Olhe com generosidade 
Para encarar as situações pela perspectiva da paciência e do carinho você deve acabar com todas as mágoas acumuladas. Portanto, converse sobre o que a incomoda e comunique ao outro como se sente — sem culpá-lo. “As pessoas tendem a guardar questões mal resolvidas. É preciso estar em dia com o que a satisfaz e a deixa feliz para ser generosa com o parceiro, entender quando ele não está num bom momento ou anda precisando de atenção. Mágoas acumuladas enrijecem as relações, pois as partes ficam sempre na defensiva”, argumenta a psicóloga. Ao resolver os dramas, a pessoa consegue ver o outro com um olhar mais bondoso, sem passar por cima das próprias necessidades.

Veja o lado A e o B 
Desprezo, crítica e hostilidade não combinam com uma relação feliz e duradoura. “Pessoas mais satisfeitas no casamento estão atentas àquilo que o parceiro tem de melhor e mostram essa admiração frequentemente. As insatisfeitas, ao contrário, tendem a focar nos erros do outro e, assim, assumem uma postura muito crítica”, defende Robertha. De acordo com a expert, o grande aprendizado é treinar a capacidade de respeitar e valorizar os esforços do amado, em vez de ficar propagando a cultura da caça ao erro. “Centrar nas falhas e nas imperfeições dele não é uma postura generosa. Se o marido lava a louça, mas deixa a pia toda molhada, procure enxergar o que ele fez, e não o que deixou de executar — ou concluiu da maneira que você não gosta”, diz Robertha. É claro que nem sempre estamos disponíveis para sermos benevolentes com a pessoa amada. Mas para vivermos felizes no casamento é preciso algum esforço. Se em determinado momento não foi possível dar a atenção necessária, procure arrumar uns minutos para falar com ele logo depois. O fato é que no amor não há tempo a perder, apenas o instante para respirar fundo e pensar antes de criticar!

Lembre com afeto 
Na pesquisa dos psicólogos americanos, análises realizadas com eletrodos mostraram os batimentos cardíacos dos casais enquanto eles narravam ocasiões positivas e de conflito que tinham vivido. A avaliação revelou que os participantes ficavam fisiologicamente abalados ao lembrarem de uma conversa dura com os seus pares. Por outro lado, memórias amenas despertavam um estado de tranquilidade e relaxamento. A essência de qualquer união saudável é a amizade. E uma forma de fortalecê-la passa pelo cultivo dos aspectos positivos do parceiro, o que também diminui a probabilidade de faltarem com o respeito quando tiverem opiniões diferentes. E demonstrar interesse na conversa e nas atitudes também é um modo de criar um elo com o outro. Muitas vezes, um comentário parece insignificante e você nem dá bola. No entanto, se prestar a devida atenção, ele pode gerar interação e encantamento. 

Crie vínculos 
Ser generoso significa ter grandeza de alma. Não estamos dizendo que você precisa ser uma mulher maravilha para suportar todos os problemas, relevar os entraves e ter um sorriso sereno nos lábios 24 horas por dia. A generosidade está nos atos, no falar e no olhar com benevolência. De acordo com o estudo dos Gottman, podemos escolher entre duas respostas quando se trata do nosso companheiro: optar pelas generosas, o que aproxima o casal, ou pelas ríspidas, o que afasta. Se você vem com quatro pedras na mão, o que esperar do outro? Um exemplo prático: o seu marido vai ao mercado e se esquece de comprar sabão em pó, mas traz todos os outros itens da lista e ainda aquele vinho que você ama! O que faz? Reclama do esquecimento ou agradece o carinho? Se a resposta for a primeira, cuidado: você está indo por um caminho que pode não ter volta...
ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI