Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

5 sinais do câncer de mama masculino

Sim, os homens também podem desenvolver a doença, apesar da baixa incidência, e existe um alto percentual de mortalidade

Andrea Soares Publicado em 23/10/2017, às 10h00 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Diante de qualquer alteração nas mamas (dor, inchaço, caroço...) o homem também deve procurar um médico
Diante de qualquer alteração nas mamas (dor, inchaço, caroço...) o homem também deve procurar um médico - Shutterstock

Em cerca de 100 casos de câncer de mama, apenas um ocorre no sexo masculino. Nos Estados Unidos, por exemplo, já foram registrados 1910 casos. O problema é que, maioria das vezes, o diagnóstico é tardio, o que aumentam as chances de morte. "Mesmo quando há a manifestação de alguma anormalidade nas mamas, é comum o homem não procurar atendimento médico por questões de machismo. Afinal, não passa pela cabeça de ninguém que haja a possibilidade do homem desenvolver um câncer de mama", diz Daniel Gimenes, oncologista do Centro Paulista de Oncologia (CPO) - Grupo Oncoclínicas.

Para detectar qualquer tipo de problema, é preciso que o homem realize o autoexame com frequência, principalmente após os 50 anos de idade – faixa-etária na qual mais ocorrem casos de câncer de mama masculino. Abaixo, o especialista destaca os cinco principais fatores que podem ser importantes na hora de detectar o câncer de mama no homem:

1-    Genética - Se alguma mulher da família (mãe, irmã, tia ou avó) tem ou teve câncer de mama, as chances do homem desenvolver aumenta discretamente, mas se for relacionado à mutação do gene BRCA, aumenta bastante. Para isso, é recomendável que o homem faça uma pesquisa de mutação. Ainda existe uma síndrome genética, associada ao alto nível de estrogênio, que aumenta o índice câncer de mama em homens, principalmente quando tem a mutação do gene BRCA.

2-   Hormônios - O principal motivo pelo qual as mulheres apresentam câncer de mama com mais frequência do que os homens são os hormônios. O sexo feminino produz muito mais estrógeno que o masculino.

3- Caroço na área do tórax - Como os homens não têm o costume de realizar exames mamários frequentemente é preciso que se atentem a alguns sintomas suspeitos. Caroço na área do tórax é dos principais sintomas da doença, que pode ser acompanhado de inchaço nos linfonodos axilares.

4- Retração na pele - Em situações mais avançados da doença, também pode ocorrer uma retração do mamilo, ou seja, um inchaço significativo ou distorção da pele, em alguns casos acompanhados de sangue na região. Quando esses sinais são detectados, é imprescindível que se procure um médico para saber o diagnostico correto.

5- Distúrbios do fígado - Homens com cirrose, alcoolismo e/ou obesidade correm mais risco de desenvolver câncer de mama e, quanto mais velho ele for, maior a possibilidade de a doença aparecer. Quanto mais cedo o câncer é diagnosticado, maiores são as chances de cura. Por isso, já que a mamografia masculina não é recomendada como um exame de rotina, homens que estão na área de risco precisam realizar o autoexame.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI