Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima

Aedes Aegypti : veja como se prevenir

Desde que apareceu, o mosquito Aedes Aegyptk vem tirando o sossego dos brasileiros. Quem não teme contrair dengue, chikungunya, febre amarela e, agora, zika vírus?

Máxima Digital / Foto: Shutterstock Publicado em 15/01/2016, às 10h00 - Atualizado em 22/08/2019, às 01h40

Especial Aedes Aegypti
Especial Aedes Aegypti - Shutterstock
Por estar associado a casos de má formação do cérebro de bebês (a microcefalia), todo o cuidado com ele é pouco. É hora de redobrar a atenção...

Tem que prevenir

1. Ainda não há vacina contra o vírus da dengue, do zika... Proteja-se colocando telas nas janelas, além de usar roupas de manga comprida e passar repelente a cada quatro horas. 

2. O mosquito gosta de água parada. Por isso, fi que de olho nas plantas, nos baldes e nos pneus largados no quintal. 

3. Fique longe de pessoas com infecções ou febre.

Grávidas, cuidado!

✔O Ministério da Saúde recomenda que as gestantes usem repelente e roupa comprida, além de não ficarem em lugares de risco. 

✔Ainda não se sabe a ação do vírus de acordo com o período de gestação. Portanto, todas as grávidas devem ficar atentas! 

✔É possível saber se o bebê tem

Alertas máximos

Muitas pessoas não têm sinais do zika, mas podem estar com o vírus. Sintomas: febre, manchas na pele, dores nas articulações e conjuntivite sem secreção (olhos vermelhos).

Ao contrário do que muitos pensam, o mosquito não nasce com o vírus. Ele contrai ao picar um ser humano que tem a doença.

Os médicos trabalham com a possibilidade de o zika estar presente no leite materno e também no sangue e no sêmen, o que o tornaria sexualmente transmissível.

STOP dengue

No tratamento da doença, o mais importante é a ingestão de líquidos. O uso de ácido acetilsalicílico é contraindicado por provocar sangramento






ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI