Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Sono do bebê

Dani Cogo dá dicas de como proporcionar noites tranquilas para os bebês

Consultora do sono infantil, ela busca fazer com que todos possam dormir bem e, para isso, recomenda rotina, bom ambiente e hábitos saudáveis

Redação Publicado em 21/09/2021, às 12h19

Dani Cogo dá dicas de como proporcionar noites tranquilas para os bebês - Divulgação
Dani Cogo dá dicas de como proporcionar noites tranquilas para os bebês - Divulgação
Apesar de serem poucas as coisas que o mundo compartilha, tem uma que afeta a todos: a qualidade do sono. É claro que cada um tem a própria relação com esse momento de descanso, mas, em algum momento do dia, todos têm vontade de descansar. Mesmo que dormir pareça algo simples, o ato possui um impacto grande na saúde — afinal, o sono é crucial para o bem-estar do organismo humano. É nele que as funções restauradoras do corpo acontecem, gerando disposição e energia para o dia seguinte.
 
E se tem uma pessoa que sabe bem disso, é a Dani Cogo, consultora do sono infantil parceira de Philips Avent. "Muitos acham que dormir é um luxo, mas, na verdade, é essencial! É cultura cuidar da alimentação, mas não do sono, e isso precisa mudar urgentemente. Afinal, não conseguimos viver sem comer e dormir, por exemplo", explica ela, pioneira nos cursos brasileiros de capacitação profissional sobre sono da criança.
 
Dormir é gostoso e todo mundo ama, mas são poucos os que realmente sabem a relevância que isso possui. "Quando dormimos, temos a ideia de que fazemos isso porque é algo que devemos e ponto. Mas a realidade é que o sono tem várias funções! Uma das mais importantes é o descarregamento dos hormônios que acontece durante o sono", afirma. "Um exemplo é a leptina, responsável pela saciedade; quando dormimos, secretamos esse elemento e acordamos bem. Porém, quando não dormimos, secretamos grelina, o hormônio da fome, que nos deixa com vontade de comer mais", explica a especialista.
 
Feliz seria a vida se dormir fosse tão fácil quanto parece. Apesar de várias pessoas terem uma facilidade tremenda, muitos sofrem para ter um momento de descanso. Os motivos para isso são os mais variados, porém, existe um consenso de que chega um momento da vida em que dormir se torna bastante complicado. 
 
Equilibrando o sono
Apesar de ser uma das experiências mais lindas, ter um filho é uma das mais cansativas também. É aquela coisa: quem nunca acordou com o choro na madrugada que atire a primeira pedra! "Todos os pais sofrem com bebês que acordam durante a noite. E não tem jeito, pois a criança acorda mesmo, é uma situação natural. Então, você não pode simplesmente querer que seu filho tenha a mesma rotina de um adulto porque não vai ser assim. É preciso entender que os hormônios dos pequenos precisam de muito tempo para se ajustar", revela Dani.
 
Apesar de ser difícil de se acostumar com essa rotina de acordar várias vezes ao longo da noite, a situação é enfrentada por milhares de mães e pais, que movem montanhas para deixar os filhos o mais confortáveis possível para dormir.
 
A boa notícia é que existem algumas atitudes que podem ser implementadas no dia a dia para que tudo isso seja mais leve e tranquilo para ambos os lados. "Uma coisa que recomendo é o uso de uma babá eletrônica. Com ela, você consegue acompanhar o bebê a todo momento e, com isso, dá para ficar mais tranquilo, principalmente quando ele ou ela estiver dormindo", revela ela, que indica os aparelhos da Philips Avent a todos os papais e mamães que conhece. "Outra coisa é criar um ambiente adequado, com bons hábitos de sono e rotina, e não comparar o sono do seu filho com o dos outros, pois cada bebê é único. A criança envolvida nesses três pilares vai ter uma saúde consideravelmente melhor",  ressalta.
 
Assim, é importante ressaltar que, em algum momento, a criança vai se acostumar e, então, dormirá de uma forma mais regrada. Mas isso vai depender da educação do sono que ela tiver, portanto, é necessário muita atenção ao cotidiano. Como Dani cita, a organização do ambiente, a higiene, a autonomia e a rotina fazem toda a diferença nesse momento tão delicado e significativo para o bebê.
 
O sono ideal do bebê
Por ser tão relevante para o crescimento das crianças, o sono costumava seguir padrões pré-determinados, mas que já não se aplicam aos dias atuais. "Antigamente, se trabalhava com tabelas para contar as horas que eram consideradas ideais em cada fase da vida, mas não usamos mais isso. Hoje, sabemos que o tempo de sono é individual, variando a quantidade de horas. O importante não é o quanto dormiu, mas sim a qualidade do descanso”, ressalta a consultora.
 
É preciso ter muito cuidado com os comportamentos ao longo do dia, tendo em vista que tudo influencia no descanso. Por isso, é muito importante ficar alerta para não misturar a rotina dos adultos com a das crianças, senão todo o estresse e nervosismo do dia são passados para os pequenos. "Analisar o cotidiano é o primeiro passo fundamental para todos que querem ter uma boa noite de sono. É necessário se lembrar sempre que a noite de sono é construída a partir do momento que levantamos da cama", finaliza Dani.

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI