Os melhores florais para você

Descubra quais são as versões que tratam ansiedade, stress, depressão, falta de concentração, cansaço, insônia e outras questões de saúde e bem-estar

Diane Neubüser

Lembre-se de conservar os seus florais em um local arejado e de agitar o frasco antes de tomar | <i>Crédito: Foto Shutterstock
Lembre-se de conservar os seus florais em um local arejado e de agitar o frasco antes de tomar | Crédito: Foto Shutterstock

Você sabe o que são os florais? "São compostos, extraídos de plantas, com propriedades que integram o espírito, a alma e o corpo físico ao sistema nervoso central, proporcionando alívio e bem-estar físico, emocional ou espiritual", explica a terapeuta floral Lyziane Menezes. Esses compostos não são medicamentos, e nem o substituem. Mas trata-se de um tratamento complementar e alternativo para diversas questões de saúde. Veja quais são os principais tipos utilizados e para que eles servem:

Trapoeraba – Ativa a circulação na base do corpo, trazendo clareza e segurança no caminhar. Combate o medo da fraqueza física e mental, melhora os reflexos e tonifica o corpo e a mente, despertando a consciência do instinto imediato, ajudando a nos defender dos fatores externos inusitados.

Alamanda - Expande as forças da personalidade na mente e desperta a ousadia de mudar, com coragem e determinação para encarar novas ideias, despertando a capacidade de ver ao longe, com objetividade.

Jaborandi – É uma forte vitamina. Integra e revitaliza todo o corpo, nos planos físico e comportamental. Combate à dispersão oriunda do cansaço físico e mental. Integra emoções, sentimentos e razão.

Lantana – Remove tensões energéticas, principalmente naqueles que vivem sob constante pressão ou que realizam tarefas e movimentos automáticos em seu dia-a-dia. Auxilia na limpeza de ideias prefixadas, refinando a sensibilidade.

Magnólia – Desperta potenciais adormecidos, proporcionando segurança quanto às nossas capacidades inconscientes. Dá clareza e auxilia na tomada de decisões rápidas.

Alfazema – Promove o discernimento sobre a realidade, favorecendo o ato de refletir. Equilibra o sistema nervoso central. Auxilia a tomar decisões com segurança. Combate o nervosismo e a insegurança mental, bem como a tendência de “colocar o carro na frente dos bois”.

Trombeta de anjo – Ativa os sonhos e devaneios. “Amplia a crença nos próprios ideais e utopias que, de início, julgamos mirabolantes”, informa a terapeuta floral Lyziane.

16/05/2017 - 09:00

Conecte-se

Revista Máxima