Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Beleza » Cuidados com a pele!

Em época de excesso necessário do álcool gel, como fazer para manter a hidratação das mãos?

Com a necessidade da higienização constante, muitos reclamam do ressecamento das mãos; confira as dicas da especialista Karla Lessa

Máxima Digital Publicado em 20/05/2020, às 13h49

Com a necessidade da higienização constante, muitos reclamam do ressecamento das mãos
Com a necessidade da higienização constante, muitos reclamam do ressecamento das mãos - FREEPIK

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), ações úteis para evitar o contágio pelo vírus incluem lavar as mãos até a metade do pulso e/ou usar álcool em gel 70% para diminuir a disseminação ao tocar os olhos, nariz e boca. Com o aumento de vezes que higienizamos as mãos, podem ocorrer alguns efeitos indesejados em nossa pele, como o ressecamento.

“Ao lavarmos as mãos com essas substâncias, os vírus e bactérias são eliminados, pois, essas substâncias têm o poder de remover a camada de gordura natural que protege a pele e mantém sua hidratação, mas, podem provocar o ressecamento, descamações, dermatites e até fissuras nas mãos.”, relata Dra. Karla Lessa, médica e proprietária do Instituto Lessa.

Não só o uso contínuo do álcool em gel leva as mãos ao ressecamento, o próprio sabonete, quando usado muitas vezes, pode levar a esse efeito. Mas não precisa se preocupar você pode manter as suas mãos macias, sedosas e também estar seguro do Covid-19. A aplicação do creme deve ser feita após o uso do álcool (aguarde o secar) e após a lavagem das mãos ainda úmidas, assim, teremos melhor absorção e melhor aproveitamento das substâncias aplicadas.

“Durante a noite, a hidratação precisa ser mais intensa, precisamos recuperar a pele e esse é o momento ideal, pois passamos por período longo sem lavar as mãos.”, explica Dra. Karla Lessa.

A recomendação é: misturar um pouquinho do hidratante para as mãos com um óleo de sua preferência (pode ser óleo de amêndoas, óleo de coco, óleo de semente de uva).

“Com essa misturinha você consegue uma ótima hidratação! O hidratante forma uma película lubrificante invisível sobre a área aplicada, devolvendo a água para o corpo (promovendo nutrição das mãos, dedos, unhas e cutículas) e o óleo não vai deixar a água sair. Aplique essa misturinha logo após o banho, com as mãos ainda úmidas para aumentar a emoliência”.

Deve-se ter atenção também não só na pele das mãos, mas também as unhas e cutículas, que precisam de hidratação e podem sofrer da mesma forma com o ressecamento.

“As unhas, por exemplo, podem descamar e enfraquecer.”, ressalta a especialista. Uma ótima dica é misturar vaselina com um óleo da sua preferência (óleo de semente de uva, óleo de coco, óleo de amêndoas).  “Também podem ser usados óleos vegetais, manteiga de karité, pantenol, cerâmicas. Aplique nas cutículas a noite e deixe agir.”.

Peles mais sensíveis, como das crianças e dos idosos, exigem ainda mais atenção e cuidado na hidratação. E claro, além dos hidratantes, não podemos esquecer a aplicação do filtro solar no dorso das mãos.

“As mãos ficam expostas o dia inteiro à radiação do sol e as luzes visíveis. É muito importante desenvolver o hábito de aplicá-lo diariamente, protegendo a pele dessa região.”, conclui Dra. Karla Lessa.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI