Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento » MÉS DA VISIBILIDADE TRANS

Mês da visibilidade trans: Comentários transfóbicos que devem sair imediatamente do seu vocabulário

A sua curiosidade pode soar super invasiva ou até ativar um gatilho em uma pessoa transgênero, então que tal eliminar essas falas do seu dia-a-dia?

MÁXIMA DIGITAL Publicado em 23/01/2021, às 15h00

Janeiro é o mês da visibilidade trans
Janeiro é o mês da visibilidade trans - Instagram

Janeiro é o mês da visibilidade trans e o Brasil segue sendo o país que mais mata transexuais no mundo. De acordo com dados do Trans Murder Monitoring, apenas nos primeiros nove meses de 2020, 124 pessoas trans foram assassinadas no Brasil. 

Transexual é a pessoa que não se identifica com o gênero atribuído em seu nascimento. Diferente de um indivíduo cisgênero, que se entende e concorda com o orgão biológico que o foi designado, os trans já veem ao mundo com um gênero diferente daquele que nasceu, e por isso passam a viver de acordo com o que se assemelham. 

Dessa forma, uma mulher-trans nasce com o órgão biológico masculino, porém não se identifica como um homem. Já o termo homem-trans, é indicado para tratar de homens que nasceram com o órgão biológico feminino, mas que se percebe no gênero masculino. 

A transfobia mata, então pequenos detalhes se tornam imensos quando tratado de pessoas e empatia com o outro. Que tal eliminar frases e comentários transfóbicos do seu vocabulário e ajudar na luta contra o preconceito e a violência? Nós, da Máxima Digital, separamos 7 falas que devem ser eliminadas agora do seu dia-a-dia! 

1- O que você tem entre as pernas é um pênis ou uma vagina?

Esses tipos de pergunta não são feitas para pessoas cis, então também não devem ser feitas para pessoas trans. Esse comentário é invasivo e pode deixar o outro desconfortável e constrangido. 


2- Você parece um homem/mulher de verdade. 

Pessoas trans SÃO de verdade, não só se parecem. Essa frase invisibiliza todo um movimento e menospreza a luta do indivíduo. 


3- Me mostra foto de como você era antes?

O passado pode ser um território de muita dor para uma pessoa trans. Por isso, nunca peça fotos de antes da transição de um transgênero, isso pode ativar um gatilho. 


4- Como você faz sexo?

Esse tipo de pergunta não deve ser feita para ninguém, por ser extremamente indelicada e invasiva. Principalmente quando se tratar de alguém trans, esse questionamento só se torna válido se você estiver em uma relação de confiança, onde tem liberdade garantida. 


5- Sempre tive curiosidade de ficar com um trans.

Pessoas transgêneros são hiper sexualizadas. Essa frase fetichiza o corpo trans, que ainda, infelizmente, é visto como algo exótico que precisa ser explorado. 


6- Você nem parece trans. 

Essa afirmação passa a mensagem de que existe um modelo do que é ser homem ou mulher. Leva o transgênero a sentir ‘fora’ de uma normativa estética, inviabilizando sua masculinidade/feminilidade. 


7- Qual seu nome verdadeiro?

O nome verdadeiro de um trans é aquele que ele escolheu ter. Por não se sentirem pertencentes ao corpo e ao padrão que o foi designado quando nasceu, muitos optam por trocar de nome, selecionando outro que representa sua essência. 


8- Me relaciono com um trans mas sou gay/lésbica. 

Se você está em um relacionamento trans, é necessário respeitar a identidade de gênero do seu parceiro(a). Se você for uma mulher cis, namorando um homem trans, mesmo antes da transição, este não é um relacionamento lésbico. A mesma regra se aplica em um envolvimento cis-trans feminino.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI