Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Saúde mental

Cleo fala sobre compulsão e revela o porquê de nunca ter pedido ajuda: ''Tem que fazer isso para se impor''

A atriz Cleo comentou sobre o início de sua compulsão e revelou o porquê de não ter tido ajuda

Máxima Digital Publicado em 31/10/2019, às 10h11 - Atualizado às 10h13

Cleo
Cleo - Instagram

Cleo já foi alvo de muitas críticas a respeito de sua estética, mas nunca deixou de ser ela mesma e fazer e usar o que gosta. Ela chegou até a revelar alguns problemas psicológicos e as dificuldades trazidas por eles.

Em entrevista com o Leo Dias, do portal UOL, a atriz revelou que a compulsão que sofre não é de agora: "Eu entendo há muito tempo o que é a compulsão e via que eu estava ali perto. Me identificava com aquilo. Mas nunca fui a fundo nisso e acho que neste ano eu realmente vi que tinha essa questão: compulsão com a comida. Você está feliz e quer comemorar. Tristeza, alegria, ansiedade, depressão".

Sobre o começo disso tudo, a filha de Glória Pires contou até que ponto comer é saudável e quando passa a ser uma doença: "Não é que é uma desculpa, mas é para onde meu organismo vai. Descobri que tinha muitos gatilhos e que eu acabava indo para um lugar de descontrole total, em forma de autopunição. Não é saudável. Dava prazer, mas não era saudável. Amo comer, mas, quando você perde o controle e aquilo vira um foco, fica doentio e problemático".

Cleo assumiu que já usou remédios para emagrecer durante suas dietas, mas que, mesmo magra, os problemas psicológicos não deixaram de existir: "Eu fazia muita dieta maluca e tomava remédio. Tirava compulsão da comida e, às vezes, conseguia colocá-la em exercício e em querer ficar magra. A compulsão para comida foi para esses outros lugares, mas eles não duram. E é tudo doentio. Você pode estar magra, mas a sua cabeça é doente ainda. Não quero que seja uma coisa pesada, mas é uma questão séria".

A musa revelou também que só agora conta com ajuda de pessoas para ajudá-la e o porquê disso: "Não fiz terapia para a compulsão. Tenho vontade de fazer hipnose. Mas eu tenho melhorado muito. Hoje em dia não tenho vergonha de pedir ajuda. Eu era muito autoafirmativa e me defendia, mas tudo bem, fazia parte. Como mulher, às vezes, você tem que fazer isso para se impor. Mas chegou um momento da minha vida em que eu tive mesmo que pedir ajuda. E eu tenho ajuda. Tenho uma equipe incrível em casa e no trabalho".

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI