Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Desabafo

Erika Januza desabafa sobre desilusões amorosas: ''Já fiquei cega por amor''

Erika Januza assume que se arrepende de escolhas erradas que fez por amor

Máxima Digital Publicado em 03/12/2019, às 12h47 - Atualizado às 12h51

Erika Januza faz desabafo sobre desilusões amorosas
Erika Januza faz desabafo sobre desilusões amorosas - Instagram

Erika Januza está de volta as telinhas como Marina, na novela 'Amor de Mãe'.

As gravações do folhetim estão a todo vapor e a gata está tendo que suar a camisa pelo papel. O motivo? Marina é tenista.

Para fazer a personagem, a dedicação foi grande e Erika precisou cortar radicalmente o cabelo e praticar tênis por um ano. A musa disse que acabou se apaixonando pelo esporte e que a maior dificuldade mesmo foi a mudança no visual, pois para ela o cabelão sempre foi sinônimo de poder e beleza. Porém, depois da adaptação, a atriz contou que amou o corte e que se sente orgulhosa de ser inspiração para tantas mulheres.

Quando o assunto é amor, a bela disse que está solteira e vivendo uma das melhores fases de sua vida. Em entrevista ao Gshow, a eterna Suburbia refletiu sobre as semelhanças entre a vida de sua personagem Marina e a sua vida pessoal.

A tenista de 'Amor de Mãe' vive um dilema na trama, ela namora Ryan, interpretado por Thiago Martins, e ficará dividida entre a profissão e o amor do namorado.

A gata confessou já ter vivido um momento semelhante a esse: ''Já passei por essa situação duas vezes. Em uma, escolhi o sonho. Na outra, o amor. Mas nessa última, me arrependi e serviu como aprendizado. Mudamos muito em cada relação, em cada fase da vida. Essa não é um decisão fácil."

Hoje, Erika afirma ter outra visão sobre o assunto: "Penso que um amor não pode me colocar nesse lugar de escolha: trabalho ou relacionamento. Amor tem que somar, se não for assim, não sei se é algo que quero para mim. Estou ficando mais seletiva mesmo. Hoje, teria que ser assim: 'Me ama? Então esse é o meu trabalho, essa sou eu, o pacote é esse'."

Perguntada se já ficou "cega por amor", a atriz expressou: "Quem nunca, não é mesmo? Já fiquei muito cega. Acho que todo mundo fica em algum momento. Quando somos jovens, acreditamos que aquilo que vivemos é a maior coisa do mundo e, talvez, a única. Com a maturidade, a gente dá a dimensão correta para cada acontecimento de nossa vida, mas dependendo da relação ainda cega. Já ceguei até depois de velha."