Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Desabafo

Nívea Stelmann desabafa sobre relacionamento abusivo e poder de opinião: "Não seja como eu fui"

A atriz confessou que aprendeu a dizer 'não' após o amadurecimento

Máxima Digital Publicado em 12/08/2020, às 16h09

Nívea Stelmann desabafa sobre relacionamento abusivo e poder de opinião
Nívea Stelmann desabafa sobre relacionamento abusivo e poder de opinião - Reprodução/ Instagram

A atriz Nívea Stelmannsempre usa as duas redes sociais para desabafar e trazer temáticas importantes para seus seguidores.

Desta vez, ela usou o IGTV para bater um papo sobre relacionamento  abusivo e falar que a maturidade trouxe maior poder de opinião.

"Na minha carreira, fiz muitas coisas para agradar os outros. O tempo traz maturidade e a sabadoria de dizer não. Dizia sim para agradar os outros, não negava pedido de entrevista. Já fui a festas para agradar os outros", contou ela.

Nívea também admitiu ter um perfil mais caseiro: "Não sou antissocial, mas não sou como o Marcus [Rocha, marido]. Brinco com meu marido que ele é 'inimigo do fim' e quer ficar até acabar. Ele bebe socialmente. Eu não bebo nada e tem um momento que a festa fica chata para mim, chaaaata.".

Ela também contou que, no passado, jamais deixaria um namorado desacompanhado na festa. "Com a maturidade, aprendi a ser confiante. Era muito possessiva. Não deixava o marido ficar na festa sem mim. Pra quê? É tão bom quando a gente se liberta, deixar o outro ficar até o fim, beber. Se a pessoa não for leal a você, você estaá perdendo seu tempo. Confio muito no meu marido.".

Sobre relacionamentos abusivos, a atriiz -- sem citar nomes -- contou que viveu experiências do tipo. "Já vivi e não tinha a menor noção. Não era tão falado [sobre o assunto]. O cara falava: 'tira essa saia que está curta'. Eu ia lá e tirava. Achava até legal imaginar que o cara estava se preocupando comigo. Hoje, penso: não troque a roupa porque o outro pediu. Se eu puder ajudar de alguma forma, digo: 'não seja como eu fui'", relemembrou.

Segundo Nívea, o receio de dizer 'não' acontecia de diferentes formas. Ela exemplicou que, desde o fim de semana, quando o Palmeiras venceu o Campeonato Paulista 2020, contra o Corinthians, surgiram questionamentos se ela é palmeirense mesmo.

"Nasci vascaína porque minha avó era vascaína doente. Depois, com meu pai flamenguista, vi o Flamengo ser campeão do mundo, com o Zico e tal. Quando casei [com Mário Frias]. virei Botafogo para agradar o marido. E sou botafoguense até hoje pelo meu filho, mas Botafogo não ganha. É sofrido...", disse.

"Quando comecei a minha carreira de atriz, uma publicação de São Paulo me chamou e teria que tirar uma foto com a camisa de um time de São Paulo. Eu não entendi nada, achei a verdinha bonitinha e tirei a foto com a camisa do Palmeiras. Onde eu quero chegar com essa história? Não sabia dizer não. Não parava para pensar nas consequências. Vesti a blusa porque me pediam.", ressaltou.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Nivea Stelmann (@niveastelmann) em

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI