Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos / Eita!

Walcyr Carrasco relembra personagem de Marina Ruy Barbosa em 'Amor à Vida' e atriz rebate: "Histórias bem distantes da verdade"

Após o autor relembrar a 'desistência' da atriz na hora de raspar o cabelo na novela, Marina se pronunciou e rebateu nas redes sociais

Máxima Digital Publicado em 20/08/2020, às 13h16

Walcyr Carrasco relembra personagem de Marina Ruy Barbosa em Amor à Vida e atriz se pronuncia - Instagram
Walcyr Carrasco relembra personagem de Marina Ruy Barbosa em Amor à Vida e atriz se pronuncia - Instagram

Marina Ruy Barbosa fez a novela Amor à vida em 2013 e sua personagem não foi esquecida pelo autor da novela, Walcyr Carrasco.

Nicole, interpretada pela atriz, tinha um câncer em estágio avançado e precisaria raspar o cabelo em um momento da novela, mas Marina não topou a ideia e, em entrevista à revista Caras, Walcyr relembrou o acontecimento e comentou que ficou "chateado" quando soube.

"Quando ela aceitou o papel, tinha combinado que cortaria o cabelo. Ela foi fazer o papel e a história (do corte) foi chegando. Ela não avisou com tanta antecedência que não ia cortar. Se tivesse, eu teria sabido orientar a história para outro lugar. Foram cinco dias e eu tinha que mudar toda a história", desabafou.

Ele ainda comentou que poderiam ter encomendado perucas com antecedência, mas afirmou que não guarda ressentimento: "Fiquei chateado, mas isso não quer dizer que não considero a Marina uma boa atriz. E não quer dizer que não trabalharia com ela de novo, desde que as coisas fossem todas conversadas antes".

Marina também comentou sobre o assunto e, por meio de seu Twitter oficial, relembrou  o acontecimento nesta quinta-feira, 20: "Depois de oito anos, ainda esse assunto.
Nunca falei sobre isso e sei que o que não faltam são histórias bem distantes da verdade.
Aproveitando a fala do Walcyr, 'desisti' pois o que tinha sido combinado e dito pra mim sobre a história, sobre a personagem, não foi feito".

Ela ainda comentou que não teve contato com Walcyr e não conversou diretamente com ele, nem no momento que foi chamada para a novela: "Uma pena não ter tido a chance de conversar e entender o que se passava na cabeça do Walcyr. Do lado de cá, com as informações que eu tinha, de uma coisa estava certa: como atriz, não queria só o sensacionalismo. E como menina/mulher aos 17 anos, só valeria à pena se fosse pra tratar da doença com muito respeito e atenção, e fazer uma ação social sobre câncer linfático".

Marina continuou: "Não foi uma decisão irresponsável, muito menos leviana. Após uma longa conversa com a direção da emissora da época, chegamos juntos a essa conclusão, de que não fazia sentido pela forma como tudo estava sendo tratado".

"Admiro a minha coragem de questionar, de me arriscar e enfrentar tudo que aconteceu depois, mesmo há oito anos. Acho que muita coisa mudou de lá pra cá, e hoje ninguém é mais inacessível e essas hierarquias são tratadas de uma forma bem mais saudável nos ambientes de trabalho", declarou.

Por fim, a atriz comentou que, mesmo com a história, tem muito respeito pelo autor: "No entanto, possuo total respeito e admiração pelo trabalho do Walcyr, um autor que considero muito talentoso."

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI