Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Saúde e Bem Estar / Olheiras

Confira 6 procedimentos estéticos eficazes contra as olheiras

Segundo a médica Raquel Moreira, o tratamento ideal varia de acordo com a causa do problema na região dos olhos

Máxima Digital Publicado em 10/09/2021, às 16h30

Confira 6 procedimentos estéticos eficazes contra as olheiras - Freepik
Confira 6 procedimentos estéticos eficazes contra as olheiras - Freepik

As manchas e marcas profundas na região dos olhos, chamadas de olheiras, deixam o rosto com aspecto inchado e cansado. Não à toa, esse incômodo pode abalar a autoestima de muita gente.

Apesar de a maquiagem ser uma grande aliada na hora de disfarçá-las, há quem prefira investir em tratamentos estéticos que amenizam o problema. Mas, para escolher o procedimento ideal, é importante identificar as causas das olheiras de caso para caso.

“Cada tipo de olheira tem uma origem e um tratamento específico. É verdade que o cansaço e as noites mal dormidas costumam ser os motivos mais comuns para as olheiras, mas não são os únicos”, apontou a médica Raquel Moreira.

Ela explicou: “A olheira vascular é aquela gerada pela dilatação dos vasos sanguíneos, além de retenção de fluídos, estresse e fadiga. Já a olheira melânica ou pigmentar concentra melanina na área dos olhos, cuja coloração é puxada para o marrom”.

Existe também a olheira anatômica, ligada à estrutura óssea da pessoa. “É bem evidente quando olhamos de frente para o espelho, pois a luz incidindo de cima acaba formando uma sombra nos olhos. Isso porque a cavidade do globo ocular nesses casos é mais profunda”, afirmou. Além disso, há as olheiras mistas, que podem misturar dois ou mais tipos de causas.

“Diante dessas causas, podemos indicar diferentes tratamentos para suavizar as olheiras, entendendo o que é provocado por hábitos e estilos de vida do paciente e o que apresenta origem genética”, destacou a profissional.

Dra. Raquel listou seis dos principais procedimentos que são eficazes no tratamento das olheiras.

Laser

Trata olheiras pigmentares e vasculares. A luz do laser clareia a área dos olhos porque remove a camada externa da pele danificada. “O calor gerado durante o procedimento causa uma retração da pele, agindo na flacidez da pálpebra e melhorando olheiras com bolsas”, disse. Cada sessão dura cerca de 20 minutos e são necessárias, no mínimo, três sessões para alcançar resultados satisfatórios.

Luz pulsada

É um método que utiliza um feixe de luz para combater os pigmentos escuros da região dos olhos, bem como o excesso de vascularização no local. Por isso, também é indicado para a olheira pigmentar e vascular. “Além de clarear, o calor emitido pela luz estimula o colágeno, o que melhora a qualidade da pele da região”, contou.

Preenchimento com ácido hialurônico

Tratamento bastante eficaz para as olheiras anatômicas, pois ajuda a reduzir a profundidade do sulco lacrimal, região dos olhos em que as olheiras profundas tendem a aparecer. “As pessoas que têm os olhos muito fundos, muitas vezes aparentam olheiras mais intensas do que realmente têm. Após aplicar a injeção com esse ácido, o volume afasta a pele dos vasos sanguíneos, diminuindo o aspecto escuro desta região. A pele também fica mais hidratada ao redor do olhar”, acrescentou.

Cirurgia de blefaroplastia

É a opção recomendada quando, além da forte pigmentação debaixo dos olhos, há também gordura e pele em excesso. “Muitas mulheres, geralmente de idade mais avançada, pensam ter olheiras quando, na verdade, têm outro problema: bolsa de gordura localizada na parte inferior das pálpebras. A confusão acontece porque esse efeito visual cria sombras abaixo dos olhos”, reforçou.

Carboxiterapia

Consiste em pequenas injeções de gás CO2 medicinal na camada inferior da pele. “Quando aplicadas diretamente nas olheiras, melhoram a circulação sanguínea da região, já que o tratamento dilata os vasos. Ainda aumenta a produção de colágeno que rejuvenesce a pele, clareando a pele por baixo dos olhos”, observou. São necessárias de três a cinco sessões mensais e pelo menos dois meses para conquistar o efeito desejado.

Peeling com ácidos

É focado em renovar as camadas superficiais da pele, fazendo surgir uma camada mais clara e firme em seu lugar. “O peeling remove a melanina da pele e os ácidos mais conhecidos são o tricloroacético (ATA), salicílico, glicólico, lático, retinoico e mandélico. Todos esses eliminam o melasma e promovem o rejuvenescimento cutâneo. Por isso, são ótimos para as olheiras”, completou.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI