Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento » Relacionamento abusivo

Como as famílias podem apoiar as vítimas de relacionamentos abusivos e tóxicos?

Duda Reis pediu desculpas para os pais lamentando que não os escutou sobre seu namoro com Nego do Borel

Bruna Goularte com supervisão de Marina Pastorelli Publicado em 18/01/2021, às 16h21

Atriz pediu desculpas para os pais lamentando que não os escutou sobre seu namoro com Nego do Borel
Atriz pediu desculpas para os pais lamentando que não os escutou sobre seu namoro com Nego do Borel - Reprodução/ Instagram

Desde que a atriz e modelo Duda Reis expôs os quase três anos de namoro comNego do Borel, cometários sobre ela ter permanecido na relação, voltado com o cantor e, até mesmo, ter se afastado de sua família apareceram na internet. Os pais de Duda, Simone Barreiros e Luiz Fernando Barreiros não aprovavam o envolvimento publicamente.

Após o término, Duda afirmou ter vivido um relacionamento abusivo. As acusações não ficaram apenas nas suas redes sociais. Ela registrou um boletim de ocorrência contra o ex-noivo na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), em São Paulo. A atriz o causo de estupro de vulnerável, ameaça, injúria, lesão corporal, violência doméstica e transmissão de HPV (infecção sexualmente transmissível).

Em entrevista ao Fantástico, segundo a atriz, o cantor era extremamente possessivo e, por isso, Reis acabou perdendo o vínculo com os amigos e a família. Nego, porém, também negou a acusação.

Após Duda ter confessado sido agredida por Nego enquanto estiveram juntos, ela pediu perdão publicamente aos familiares e amigos. 

Eu queria vir aqui para pedir perdão para minha família, um perdão público por eu não ter escutado eles. Eu estava cega, em compensação. Os meus pais sempre me amaram muito e tudo foi um ato de amor”, disse chorando.

Simone, mãe da atriz, a desculpou: "Um filho para uma mãe é sempre uma dádiva de Deus! Quero e sempre quis minhas filhas felizes e plenas. O cordão se corta ao nascer, mas a conexão de almas, não! O perdão não é para mim! Se permita 'se perdoar', filha, até porque você acreditou num amor que era puro de forma unilateral. Se perdoe e seja feliz. Te amo até o infinito e além".

A família é um pilar importante após o entendimento da vítima, que passou por um relacionamento abusivo. 

"Fundamentalmente para a construção mais efetiva da constituição da (perdida) autonomia pessoal e da autoestima. Como as relações abusivas e as tóxicas (traição) destroem todo o psiquismo feminino e a família tem um papel essencial no reconstruir dessa vítima, fornecendo elementos para nutrir a esfera psicológica danificada", aponta o psicólogo e escritor Alexander Bez, especialista em Relacionamento.

Duda falou que precisou chegar em um extremo para se dar conta do que viveu e que foi libertador o pedido aos pais ser público: “Eu queria muito pedir perdão e dizer que eu amo muito a minha família. Não se sujeitem a isso. Eu infelizmente precisei chegar num extremo, mas pai, mãe, minha irmã, meus familiares, meus amigos próximos eu peço perdão. É isso que eu queria, é libertador pedir perdão”,

O psicólogo explicou que a percepção da vítima em relação ao apoio dado é fundamental para ela se sentir amada, tocada e amparada. "Podendo fazer um novo “début social” a partir dessa nova etapa de renascimento e liberdade do abusador ou traidor", disse.

A rede de apoio oferecida pela família irá funcionar como um alicerce básico para se sentir segura e confiável ela com ela mesma. Para Alexander, ela também irá compreender de que aquela relação era demasiadamente perigosa e periculosa à todas as suas integridades gerais - física/ sexual/ psicológica, etc.-, como também entender de que essa relação não era saudável e que poderá muito bem viver sem ter um abusador ao lado.

"Com esse apoio familiar esse elo patológico é mais dissolvido, tendo menos sequelas em relação ao ter estado com ele.", finaliza Alexander.

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI