Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Comportamento » Relacionamento abusivo

A importância da voz das vítimas e o respeito por seus relatos sobre relacionamentos abusivos

Duda Reis contou detalhes dos três anos de relacionamento com Nego do Borel e revelou ter vivido uma relação abusiva

Bruna Goularte com supervisão de Marina Pastorelli Publicado em 13/01/2021, às 15h46

Duda Reis contou detalhes dos três anos de relacionamento com Nego do Borel e revelou ter vivido uma relação abusiva
Duda Reis contou detalhes dos três anos de relacionamento com Nego do Borel e revelou ter vivido uma relação abusiva - Reprodução/ Instagram

Nos últimos dias,  Duda Reis resolveu expor parte de sua relação com Nego do Borel  e contar o que viveu ao longo dos três anos entre namoro e noivado. No começo, ela tinha apenas 18 anos, ele, 27. 

No meio disso tudo, a relação se viu no meio de diversas polêmicas como as acusações de traições, agressões e toxidade por parte dele, pelos pais de Duda. Tudo negados por ambos nas ocasiões.  

Quando os dois anunciam o fim do noivado no final de 2020, falaram que o término era amigável e desejam o melhor um para o outro. Contudo, o pai da atriz não aprovou a forma que foi feita e culpou as assessorias deles.

Diante de áudios vazados sobre uma das traições do cantor, Duda se viu forte para contar o que passou ao lado dele. Em suas redes sociais, a atriz afirmou que o relacionamento dos dois foi abusivo, já que ela seria vítima de xingamentos, traições e outras formas de desrespeito. Além disso, ela revelou sentir medo contra sua vida e de seus família e por causa disso não terminava a relação.  

Alerta gatilho: A partir de agora a matéria tem trechos de relatos de relação abusiva

"Você sai destruída de uma relação abusiva, fato. Às vezes só vai enxergar tempos e tempos depois. Como se não bastasse eu ter saído com diversas feridas e traumas por causa do bom samaritano de rede social, recebo agora mais baixaria no meu celular e vou começar a expor mesmo", disse em sua rede social.

Da mesma forma que Duda recebeu grande carinho e apoio do público, outros a acusaram de tentar se promover a partir de uma situação dolorosa.

"Quem passa pano pra abusador é conivente, sim. Sinto muito, espero que não mexam comigo porque vou ter que dar um depoimento imenso do que eu passei em três anos e não conseguia sair de jeito nenhum por ter muito abuso. Sem contar os xingamentos, traições, desrespeito", continuou.

Assim, como o caso dela, muitas pessoas não reconhecem que estão em um relacionamento abusivo ou têm medo do abusador. O medo que Duda sentia em denunciar o que viveu é, justamente, um dos sinais que a relação não é saudável.

"As relações abusivas são constituídas pela junção das ações de intimidação, controle e essencialmente o perpetrar do medo. Essas características trazem um intenso conflito que ao ser revelado pela fala ou pela catarse começa a ser diminuído de maneira automática pela revelação da relação abusiva", aponta o psicólogo e escritor Alexander Bez, especialista em Relacionamento.

No relato, Duda afirmou ser muito manipulada e  ameaçava. Inclusive, contra sua família: "Me sentia um rato num beco sem saída. Eu sabia de tudo que ele fazia, das coisas ilícitas que ele está envolvido, não cabe a mim falar. Sempre tive medo dele, eu era dependente emocional dele. Ele me passava que nunca na vida ia me querer".

O psicólogo acrescenta que quando entra a traição, além de abusiva, a relação vira tóxica, aumentando o nível de periculosidade e consequentemente dos conflitos.

É de extrema importância externalizar o sentimentos e contar o que passou. "Simultaneamente ao desabafar você começa a lidar melhor com os sintomas que também abrangem a degradação física, sexual, financeira e emocional. Se expondo seja a um psicólogo ou publicamente (como a Duda fez) trata-se da autoestima, além do senso de justiça ser trabalhado.", afirma Alexander.

Duda levou um longo tempo para tomar coragem de falar sobre os episódios vividos com Nego do Borel. Vale lembrar que a culpa não é das vítimas e o peso que a atriz carregou por ter que esconder o que passou não é caso isolado. 

"Se expondo com as revelações de abuso, a condição do status anterior de 'pessoa sofrida' passa para 'pessoa que renasceu'. Estando pronta para uma nova vida e entendendo de que abusadores e infiéis não mudam, pois fazem parte de um caráter defeituoso e fragmentado, mas a vítima muda com a exposição e muda para melhor, pois além de ter desabafado, cortou o relacionamento destrutivo. Merecendo e entendendo de que merece mesmo uma nova relação bem melhor", finaliza Alexander.

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI