Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos / Famosos

Viviane Araújo sobre doação de óvulos: "Ainda tem muito preconceito"

A atriz contou sobre sua trajetória no samba e a atual fase da gestação de seu filho, Joaquim

Máxima Digital Publicado em 12/04/2022, às 11h10

Viviane Araújo sobre doação de óvulos: "Ainda tem muito preconceito" - Instagram
Viviane Araújo sobre doação de óvulos: "Ainda tem muito preconceito" - Instagram

Em entrevista ao Só Se For Agora Podcast, comandado por Jorge Perlingeiro, Viviane Araújo conversou sobre sua carreira, a atual fase da gestação e, claro, sobre o Carnaval. Vivi contou como ganhou carinho e respeito, principalmente no mundo do samba, deixando de lado o status de "símbolo sexual".

"Eu acho que as pessoas têm esse carinho e respeito pela minha história, pela minha trajetória de todos esses anos, como consegui me firmar no mundo do samba. Eu desfilava seminua no começo e não tenho a menor vergonha de falar isso.", começou.

"É bonito, é tão artística, mesmo, e você se manter, ter o respeito das pessoas, do mundo do samba, quando você é considerada um símbolo sexual... E hoje sou muito respeitada e amada.", disse. 

A artista falou sobre sua gestação, Vivi está à espera de Joaquim, seu primeiro filho, fruto do relacionamento com o empresário Guilherme Militão, ela comentou sobre a gravidez aos 47 anos e o sonho da maternidade. 

"Sempre tive sonho de ser mãe, mas sempre fui adiando por conta de trabalho, Carnaval, foi passando o tempo. Nem me liguei na questão de ter me resguardado na questão médica do assunto, poderia ter congelado óvulos.", contou.

"Eu não tinha tanto conhecimento e acesso, de pessoas que pudessem me abrir. 'Quando der, Deus vai fazer'. Mas para mulher chega a uma certa idade e fica complicado.", desabafou.

"O meu foi com óvulo doado. Tem muita barreira e muito preconceito ainda, de algumas mulheres não aceitarem, ou marido e família que não aceitam, dizendo que 'filho de óvulo doado não vai ser seu'. Se você tem o desejo, se você quer ser mãe, você pode adotar, é o sentimento de ser mãe.", revelou.

"Não importa se é óvulo doado, se é seu, se é adoção. Sempre que eu puder falar sobre isso, é muito importante que isso fique bem nulo, porque realmente a mulher tenta várias vezes e resiste em não querer a doação de óvulos.", acrescentou.

 

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI