Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
LGBT / Favela Gay

Favela Gay: Fundador do Instituto Arteiros na Cidade de Deus, o cineasta Rodrigo Felha estreia na Globoplay

O artista também apresentou "Declame", seu novo projeto audiovisual no Youtube

Máxima Digital Publicado em 12/07/2021, às 15h18

Favela Gay: Fundador do Instituto Arteiros na Cidade de Deus, o cineasta Rodrigo Felha estreia na Globoplay - Divulgação
Favela Gay: Fundador do Instituto Arteiros na Cidade de Deus, o cineasta Rodrigo Felha estreia na Globoplay - Divulgação

Rodrigo Felha, fundador do Instituto Arteiros na Cidade de Deus, está com um novo projeto em sua carreira: o Favela Gay

A atração entrou para a grade da Globoplay e será transmitida na plataforma de streaming. 

O cineasta contribui para que as falas da comunidade LGBTQIA+ tem cada vez mais visibilidade e representatividade. 

Ao lado do ator Ricardo Fernandes, ele lidera o Instituto, que fomenta a cultura na região e em âmbito nacional.

"A favela é um território afetuoso, a violência vista e engrandecida pela sociedade não condiz com a vivência dos moradores uns com os outros. E por esse motivo existe uma melhor aceitação e respeito para com pessoas LGBTQIA+ no território, no entanto o progresso não é sinal que estamos estagnados num ponto positivo e de relevante paz.
Nas décadas passadas muitos homossexuais sofreram uma violência muito maior do que atualmente, carregando um fardo e consequências que somente as mesmas sabiam e guardavam para si. Por conta de toda a luta e posicionamento as mesmas abriram um caminho para que nos dias de hoje, as pessoas LGBTQIA+ possam ter um posicionamento menos tardio", disse Rodrigo.

O cineasta também falou sobre Declame, seu novo projeto audiovisual. A série prevista para ser lançada ainda esse ano no YouTube. O artista dirige alguns episódios do projeto idealizado por Antônio DMC e que também conta com outros artistas do Instituto Arteiros que são André Dread, Emilly Amaral e João Félix.

"O projeto 'Declame' tem como objetivo visibilizar artistas negros e favelados exaltando textos também de negros e favelados. Temos que usar a ferramenta do audiovisual como um viés forte e rico para desenvolver e visibilizar temas, pessoas, grupos que elevam discussões necessárias que vão de encontro aos pensamentos preconceituosos que estão em torno da sociedade e sendo apoiado por grande parte do cenário político brasileiro", contou Rodrigo.

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI