Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Famosos » Assédio

Jovem tira fotos com homens que a assediaram na rua para expor machismo vivido por mulheres

Noa Jansma registrou imagens durante um mês de assediadores que, segundo ela, ficaram 'orgulhosos' ao ouvirem pedido

Máxima Digital Publicado em 24/10/2020, às 21h00

Jovem tira fotos com homens que a assediaram na rua para mostrar machismo vivido por mulheres
Jovem tira fotos com homens que a assediaram na rua para mostrar machismo vivido por mulheres - Reprodução/ Instagram

Já ouviu um 'Psiu' ao andar pela rua? Algum desconhecido achou que te pudesse chamar do que quisesse apenas pelo fato de ser mulher? Ou ainda, algum homem já cometeu assédio com você ao andar na rua?

Infelizmente, essa é a realidade de muitas mulheres. Assim como a maioria e em qualquer lugar do mundo, a estudante holandesa Noa Jansma, também teve que lidar com os assédios quando anda nas da cidade onde vive, Amsterdã.

Na época, a jovem de 20 anos, decidiu mostrar que assédio tem rosto. Para protestar, ela resolveu registrar ao longo de um mês, todos os homens que a importunaram na rua mandando beijos, dizendo baixarias, assoviando e fazendo o que se achavam no direito. 

Então, Noa tirou um selfie com cada um dos assediadores e publicou em uma conta no Instagram ("Dearcatcallers", ou "Queridos assediadores de rua", em tradução para o português) junto com o que cada um dos abusadores falou. 

As fotos de Jansma foram publicadas em 2017. Contudo, poderiam ser feitas em 2020 - ou qualquer ano posterior - já que mostram ao mundo quão frequentes, reais e perturbadoras são as vivências para as mulheres em todos os lugares. 

A estudante inverteu o jogo com o projeto. Ao mostrar os rostos e documentando o que falavam, eles que foram expostos.  

No seu país, a partir de 1º de janeiro de 2018, o assédio na rua será punido por lei na Holanda e os infratores estarão sujeitos a multas de até 190 euros.

Em entrevista à BBC, Jansma disse que foi abordada de diferentes formas pelos homens, desde assobio a pedidos por sexo. Alguns chegaram, inclusive, a segurá-la pelo braço. "Nunca soube o que fazer se alguém me assediasse na rua", disse.

A ideia surgiu após não saber o que fazer para reagir aos assédios. Mas, Jansma contou que não quis ignorar o assunto porque se sentiria "mal" ao saber que os homens poderiam fazer e falar o que quisessem sem pensar nas consequências. 

 

Então, ela decidiu pedir para tirar selfies com os agressores. Para sua surpresa, eles aceitaram e se sentiam orgulhos. Ela não dizia aos agressores qual era seu propósito com as fotos, a menos que eles perguntassem - apenas um deles fez a pergunta e, mesmo assim, aceitou tirar a foto.

"Eles realmente pensam que fizeram um elogio. Quando gritam de forma agressiva nas ruas eles. Eles apenas não percebem que estão fazendo algo desrespeitoso ou objetificando".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Classic 2.0 "psssst, whoooooop, Can he have your number?" #dearcatcallers

Uma publicação compartilhada por dearcatcallers (@dearcatcallers) em

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mmmmmm beautiful sweet girl #dearcatcallers

Uma publicação compartilhada por dearcatcallers (@dearcatcallers) em

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#dearcatcallers

Uma publicação compartilhada por dearcatcallers (@dearcatcallers) em

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#dearcatcallers "Hey meisje, waar ga je naartoe?" ~"naar huis" ~ "Mogen we mee? Waar woon je? Denk dat wij wel leuke dingen samen kunnen doen"

Uma publicação compartilhada por dearcatcallers (@dearcatcallers) em

 

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI