Máxima
Facebook MáximaTwitter MáximaInstagram MáximaGoogle News Máxima
Testeira
Colunas / Aline Zattar / Talento x Manequim

Talento x Manequim: O que importa?

Nesta semana, Aline Zattar trouxe uma importante discussão: o que nosso físico interfere em nosso talento?

Máxima Digital Publicado em 16/11/2021, às 12h00

Talento x Manequim: O que importa? - Divulgação
Talento x Manequim: O que importa? - Divulgação

Ícone incomparável da sua geração, Marília Mendonça nos deixou aos 26 anos. Mas antes disso, ela levou muito amor, empoderamento e sofrência aos corações de muitos brasileiros apaixonados pela música sertaneja.

A rainha abriu caminho para muitas cantoras da sua geração, e se consagrou como a maior cantora do estilo. Entretanto, nada disso foi o bastante para barrar críticas e muito desrespeito em relação ao seu corpo, mesmo após a sua trágica morte.

++ Fora, pressão estética! O corpo perfeito para o verão é o seu

Muitas mulheres ainda são julgadas devido as "formas" dos seus corpos. E obviamente que a nossa Marília não ficaria de fora. Em trecho publicado em editorial de um famoso jornal do nosso país, após o autor apontar, na trajetória da cantora frases como "seu visual também não era dos mais atraentes para o mercado", "gordinha e brigava com a balança", "vinha fazendo regime radical", foram referenciados. Mesmo depois da sua morte, ela não teve paz e a ditadura do "corpo magro e perfeito" foi feroz. E o que pensar diante de tamanha falta de empatia? É fato que se trata de uma situação grotesca de gordofobia e misoginia que tanto insistem em padronizar a mulher.

O fato ocorreu e o autor afirmou que tais argumentos eram uma impressão coletiva, quando, na verdade, trata-se de uma fala individual de uma pessoa desatualizada e sem compreensão de todas as lutas que a sociedade vem traçando por mais diversidade, em todos os espaços.

++ 10 dicas para ter cabelos lindos e saudáveis

Talvez muitas áreas ainda não estejam prontas para entender e aceitar que todos os corpos, idades, estilos, raças e gêneros sejam iguais e mereçam respeito. Talvez sejam necessárias mais lutas, ações e movimentos contra o preconceito e a opressão. Mas a certeza é que ainda muitas pessoas devam compreender que as vitórias de vida não estão relacionadas ao formato do seu corpo, e que você, minha amiga leitora, pode sim ser muito bem-sucedida na sua carreira, independentemente do seu manequim.

Provavelmente você receba muitas influências da beleza plastificada e repleta de photoshop como a ideal, mas saiba que cada pessoa tem o direito a se amar e ser protagonista de suas vidas. É necessário entender que o padrão Barbie já não existe mais, e cabe aos julgadores entender que nenhuma mulher precisa de validação.

Exale seu talento, exponha sua personalidade e tenha certeza de que não precisa da aceitação de terceiros para ser feliz.

++ O verão está chegando! Aline Zattar lista as principais tendências de moda para o universo das bolsas


Além de influenciadora digital, modelo, vencedora do miss plus size 2013, Aline Zattar é mãe, linda, inspiradora e é uma mulher que aprendeu a se amar, depois de tantos anos ouvindo que o seu corpo estava fora do padrão

Autoestima e amor-próprio são essenciais para uma vida saudável (mental e fisicamente falando). Por isso, e por tantos outros motivos que vocês descobrirão ao longo do tempo, Aline Zattar é colunista da Máxima Digital.

Toda terça-feira tem conteúdo novo!  

ACOMPANHE AS NOVIDADES MAIS QUENTES DO MUNDO DOS FAMOSOS PELO INSTAGRAM TAMBÉM. CLIQUE AQUI